Geral

Operação da PF apura fraudes no recebimento de auxílio emergencial

Investigado também ameaçou e vazou dados do presidente da Caixa

Divulgação

Crimes de estelionato para o recebimento do auxílio emergencial, ameaça e divulgação de informações pessoais integram o alvo da Operação Falso Samaritano, deflagrada na manhã desta quarta-feira (2), pela Polícia Federal (PF).

Segundo a PF, durante as investigações foi identificado que o suspeito utilizava dados das vítimas para se cadastrar nos aplicativos dos auxílios emergenciais do governo federal e, assim, receber os valores em benefício próprio.

“O investigado também ameaçou e divulgou dados pessoais do presidente da Caixa Econômica Federal e de seus familiares, após o presidente do banco ter alertado a população sobre a existência de golpes, bem como declarado que iria intensificar as medidas para impedir a ação dos fraudadores”, informou a assessoria da Polícia Federal.

Estão sendo apurados pela PF os crimes de estelionato, ameaça e divulgação de dados sigilosos.

Notícias Relacionadas

Proprietário de lavação é preso por tráfico de drogas em Orleans

Na delegacia, o acusado confirmou que entregou 15 gramas de crack para o usuário em troca de um Fiat Uno com problemas mecânicos.

Coronavírus em SC: Secretaria apura envio de EPIs do Ministério da Saúde fora de normas sanitárias vigentes

Foi constatado que as luvas descartáveis não vieram identificadas, apresentavam armazenamento e acomodação em desacordo com as normas sanitárias vigentes, além de quantitativo menor.

Biometria Facial e Moovit auxiliam na diminuição de fraudes no sistema de transporte público de Criciúma

Os recursos completaram dois anos no município, que tem uma média de um milhão de usuários de ônibus por mês

Em cinco horas, PMRv recolhe 13 carteiras de motoristas e prende um por embriaguez ao volante em Laguna

O montante é preocupante segundo os policiais, já que foram somente 32 abordagens neste período. Motoristas pagarão multa de aproximadamente R$ 3 mil e ficarão sem a CNH por 12 meses.