Segurança

Padrasto confessa assassinato de menina de 2 anos em SC, diz polícia

Ele foi preso e levado à delegacia para prestar depoimento

Divulgação

Foi preso na manhã desta quarta-feira (27) o homem suspeito de ter assassinado uma criança de dois anos em Treze Tílias, no Meio-Oeste de Santa Catarina. Conforme a Polícia Militar, ele é o ex-companheiro da mãe da menina, de quem foi padrasto. O crime aconteceu na noite desta terça-feira (26).

Um policial que participou das buscas e da prisão do suspeito afirmou à reportagem realizada pelo Diário Catarinense que o homem confessou ter cometido o crime. Ele será encaminhado à delegacia de Polícia Civil para prestar depoimento ao responsável pelo inquérito e, na sequência, será levado ao Presídio Regional de Joaçaba.

Relembre

A mãe da criança encontrou a filha morta no apartamento em que moravam, na região central de Treze Tílias, quando acionou a PM. Os policiais já tratavam o caso como possível assassinato e tinham como principal suspeito o ex-companheiro, que tinha paradeiro desconhecido até ser encontrado.

A corporação não comunicou até aqui de forma oficial a motivação do suposto crime nem detalhou as razões de o homem estar com a criança na ocasião da morte. No Boletim de Ocorrência, porém, os agentes citam que a mãe da criança e o ex-padrasto estavam separados.

O Instituto Geral de Perícias (IGP) foi acionado para ir ao local da ocorrência, na Rua Rudolf Margreiter, na região central da cidade. Os agentes recolheram o corpo da criança, que apresentava marcas de violência.

Com informações do NSCTotal

Notícias Relacionadas

Assassinato de policial pela filha de 12 anos em SC teve emboscada, traição e roubo, diz polícia

Investigação aponta ainda o envolvimento de outros três adolescentes no homicídio; inquérito foi concluído nesta quinta-feira (11)

Mulher é morta a facadas em SC após terminar relacionamento, diz polícia

Ex-companheiro de Lícia Cristina é o principal suspeito do feminicídio que aconteceu no Alto Vale

Conhecidos mataram vendedor em SC e fugiram com roupas da vítima, diz polícia

Assassinato ocorreu na casa da vítima, na noite do dia 1º de dezembro

Amigo matou família antes de incendiar casa no Oeste de SC, diz polícia

Caso aconteceu em maio e suspeito está preso preventivamente