Segurança

Participante de roubo seguido de morte em Morro da Fumaça é preso horas após o crime

A Polícia Civil de Urussanga prendeu um envolvido a um roubo seguido de morte. O crime foi registrado por volta das 22h30min desta segunda-feira, dia 26, em Morro da Fumaça. Três indivíduos, em um Renault Clio de cor branca, abordaram Clayton Moreira da Silva, que estava em um Volkswagen Jetta, também branco. Como reação ao ouvir que se tratava de um assalto, a vítima entrou no veículo com medo, quando foi alvejada por um disparo de arma de fogo, andando alguns metros com o automóvel e batendo em uma casa na sequência.

Conforme informações do delegado Ulisses Gabriel, os criminosos fugiram do local. A Polícia Civil, através de policiais civis de Morro da Fumaça e de Urussanga, da Divisão de Investigação Criminal (DIC) e da Central Regional de Plantão Policial, deram início às investigações. Eles foram informados por um agente da DRR/DIC de Criciúma e responsável pelo plantão de local de crime que três indivíduos estariam praticando roubo em um veículo Renault Clio branco.

Uma vítima de um roubo havia reconhecido os suspeitos e indicou que eles o teriam assaltado usando o mesmo carro. Passado algum tempo, foi tomado conhecimento que a esposa de um dos suspeitos acionou a Polícia Militar, dizendo que teria sido vítima de um sequestro relâmpago. A mulher informou que saiu de casa para ir comprar um x-salada na lanchonete da prima e que ficou das 19h às 23h no porta-malas do carro, sendo liberada. A Polícia Civil, em parceria com a Polícia Militar, constatou diversas contradições nas declarações dela. Entre elas, o fato de não ter ligado para o companheiro depois do crime.

Foi realizado o trajeto dela, sendo que, no local onde teria ocorrido o sequestro relâmpago, havia uma câmera de vídeo-monitoramento, que apontou que ela não esteve no local. Diante da situação, foi possível descobrir onde estava o suspeito, de iniciais M. J., e, então, efetuar prisão.

Foi constatado, ainda, que todos os objetos, inclusive bolsa, documentos, cartões e dinheiro da suposta sequestrada, estavam na casa, o que também comprova que a história contada por ela era falsa. Diante dos fatos, foi dado voz de prisão ao casal. O suspeito indicou onde estava o veículo Renault Clio, afirmando também onde abandonou o celular. O suspeito foi autuado por participação em latrocínio consumado. A partir de agora, serão continuadas as diligências investigativas para identificação dos demais suspeitos.

Notícias Relacionadas

Polícia Civil apresenta dados positivos na repressão de roubos em Criciúma com prisões realizadas e criminosos identificados

Comparado com 2018, os dados indicam redução de roubos com uso de arma de fogo, roubos em residência e roubos com mais de três autores, com estabilização da quantidade de roubos gerais.

Morador é executado com cinco tiros em Criciúma

Segundo informações, a vítima saiu recentemente do presídio e possui passagens por pedofilia e estupro de vulnerável.

Colisão frontal deixa dois em estado grave na SC-108, entre Orleans e Urussanga

Um dos motoristas ficou preso às ferragens e teve o carro cortado para ser socorrido pelo Corpo de Bombeiros.

Polícia Civil indicia e prende homem suspeito de realizar dois roubos armados em Criciúma

Os crimes investigados ocorreram no fim de janeiro deste ano, ambos no bairro Jardim Maristela