Segurança

Polícia Federal investiga desvio de até R$ 3 milhões em recursos da saúde em SC

Operação Esculápio cumpre 14 mandados de busca e apreensão em vários municípios catarinenses na manhã desta terça (7)

Foto: Divulgação

A Polícia Federal deflagrou na manhã desta terça-feira (7), em Santa Catarina, a Operação Esculápio, que investiga o desvio de R$ 3 milhões em recursos públicos federais na área da saúde.

Estão sendo cumpridos 14 mandados de busca e apreensão em endereços localizados nos municípios de Blumenau, Ibirama, Itapema, Taió, Massaranduba, Benedito Novo e Rio dos Cedros. O objetivo é obter provas sobre os possíveis desvios.

As investigações tiveram início com um relatório de fiscalização elaborado pela Controladoria Geral da União, que identificou indícios de recebimento por serviços não realizados entre uma prefeitura da região Norte e uma entidade de assistência social entre 2014 e 2016.

Segundo a Polícia Federal, a entidade prestaria serviços médicos de clínica geral e ortopedia. No entanto, subcontratou empresas do mesmo grupo econômico, efetuando a cobrança também por atividades de acreditação, fiscalização, consultoria, assessoria, entre outros, com indicativos de não execução.

Prática semelhante também teria ocorrido em convênios firmados pela entidade com outra prefeitura da região no mesmo período de 2014 a 2016. Além disso, um segundo procedimento investigativo, amparado em relatório do Ministério Público de Contas do Estado de Santa Catarina, mostrou indícios de ligação dos envolvidos com outro convênio.

Após análise da prestação de contas de outra entidade de assistência social, responsável pelo fornecimento de serviços médico hospitalares em outro município da região, surgiram indícios de ligação entre os mesmos envolvidos e cobrança por serviços de igual natureza, também com suspeitas de não realização, entre os anos de 2018 e 2020.

Os crimes investigados são peculato e formação de organização criminosa. Já o nome da operação faz alusão ao deus da Medicina e da cura na mitologia greco-romana.

Com informações do ND+

Notícias Relacionadas

Secretaria de Saúde de Criciúma reforça chamado de gestantes, puérperas e crianças para vacinação contra influenza

Agentes Comunitários de Saúde visitarão as residências para monitoramento e intensificação de informações por causa da baixa adesão à campanha nacional

STF autoriza SC a utilizar recursos do pagamento da dívida com a União no enfrentamento da Covid-19

O pedido foi protocolado pela Procuradoria-Geral do Estado de Santa Catarina (PGE) para garantir que a União deixe de aplicar qualquer tipo de penalidade ao estado em razão da suspensão dos pagamentos.

Em Laguna, governador autoriza emissário terrestre para a praia do Mar Grosso e libera recursos para hospital

A projeção da Casan é que o empreendimento fique pronto em janeiro de 2020. O emissário é uma rede de 2.718 metros de extensão e diâmetro de 315 milímetros, com tubos de polietileno.

Estado libera recursos para pavimentação da última etapa de acesso à Barragem do Rio São Bento, em Siderópolis

Para o prefeito Cesa, foram muitos anos de espera por essas duas obras no município.