Segurança

Polícia Militar de Criciúma flagra bar com seis máquinas de caça-níquel

Homem recebeu voz de prisão e foi colocado em liberdade após assinatura do termo de compromisso de comparecimento ao juízo.

Foto: Divulgação

A Polícia Militar de Criciúma atuou em uma ocorrência de jogo de azar na tarde deste sábado, dia 24. A guarnição policial recebeu uma denúncia anônima de que, em um bar localizado na Rua Guilherme Locks, no bairro Santo Antônio, o proprietário P. G. estaria explorando jogos de azar.

Sendo assim, a guarnição foi até o estabelecimento e questionou o masculino sobre a existência de máquinas caça-níquel. O homem, demonstrando bastante nervosismo, negou possuir qualquer tipo de máquina de apostas no bar. No entanto, a guarnição percebeu uma divisória de madeira no interior do local e, ao verificar o cômodo, obteve sucesso em encontrar seis máquinas de caça-níquel em funcionamento, mas sem apostadores.

Desse modo, o homem recebeu voz de prisão pelo cometimento da contravenção penal do artigo 50 da Lei 3.688/41, sendo colocado em liberdade após assinatura do termo de compromisso de comparecimento ao juízo da comarca de Criciúma. A guarnição encontrou no total R$ 50,00 na gaveta das máquinas, proveniente de apostas ilegais, motivo pelo qual foram apreendidos juntamente com as máquinas de caça-níquel, sendo encaminhados e entregues no Batalhão de Polícia Militar.

Notícias Relacionadas

Comarca de Criciúma, em seu 1º júri do ano, analisa homicídio ocorrido em bar

Segundo a denúncia, o crime ocorreu em março de 2016, próximo a um bar na cidade de Nova Veneza.

Restaurantes, hotéis, bares e similares do Sul de SC fecham acordo coletivo

O salário da categoria teve o reajuste de 5,56%, alcançando o salário mínimo fixado no estado.

Briga em bar deixa uma pessoa gravemente ferida em Lauro Müller

A polícia investiga o caso como tentativa de homicídio.

Jovens são presos após passarem notas falsas de R$100 em Orleans

Acusados compraram cervejas em um caldo de cana às margens da SC-108, na comunidade de Palmeira do Meio e, tentavam novamente, em outro bar no bairro Nova Orleans.