Saúde

Prefeitos da Amesc discutem a possibilidade de gestão do São Marcos de Nova Veneza

Prefeitos da Amesc discutem a possibilidade de gestão do São Marcos de Nova Veneza

Foto: Cris Freitas / Comunicação Prefeitura de Nova Veneza

Os prefeitos da Associação dos Municípios do Extremo Sul Catarinense – AMESC estiveram reunidos para discutir sobre a possibilidade de formalização do Consórcio Intermunicipal de Saúde – CIS com o município de Nova Veneza para a administração do Hospital São Marcos. Durante o encontro, os gestores fizeram alguns questionamentos e solicitaram um parecer jurídico. A decisão de acontecer na próxima segunda-feira (27).

“O jurídico da Amesc vai se reunir com o advogado da prefeitura de Nova Veneza para analisar sobre o estatuto do consórcio sobre a intenção de administrar o hospital, os itens do convênio e como esta o encaminhamento do passivo trabalhista. Os prefeitos precisam de esclarecimentos burocráticos para que possam decidir a viabilidade da gestão. O interesse existe, mas precisamos saber sobre o ponto de vista legal”, comenta o presidente do Amesc e prefeito de Morro Grande, Valdionir Rocha.

O prefeito Rogério Frigo fez uma explanação sobre uma das melhores infraestrutura físicas com 50 leitos do hospital com capacidade de ampliar para 120 leitos, dois centros cirúrgicos, maternidade, uma ala de psiquiatria infantil com convênio com o Instituto de Neurociências Dr. Joao Quevedo e uma excelente estrutura de Pronto Atendimento.

“Nós contamos com uma excelente estrutura física para atender aos municípios da Amesc e região credenciada pelo SUS. É natural a preocupação por parte dos prefeitos, foram feitos alguns questionamentos, mas percebemos que não nenhum é contra a esse projeto. Durante a semana serão encaminhados alguns documentos para a assessoria jurídica da associação sobre a atual situação do hospital, como pode ser feito o convênio. A intenção é fazer um comodato por um ano, onde o CisAmesc receberia uma empresa montada com capacidade de funcionamento de imediato, no máximo em dez dias. Queremos resolver esse impasse do hospital São Marcos e pedi que os prefeitos olhassem com carinho, pois será mais uma porta de entrada para os pacientes da Amesc”, afirma o prefeito de Nova Veneza, Rogério Frigo.

O médico Robson Machado relatou sobre a atual situação do hospital desde janeiro deste ano. “O hospital São Marcos conta com uma infraestrutura para médio e grande porte e contamos com a equipe de médicos anestesistas do São José. Há pouco realizamos uma cirurgia de prótese de quadril de grande porte e que nunca se conseguiria fazer em outros hospitais da região da Amesc. Conseguimos realizar umas cirurgias mais complexas de pacientes que necessitavam de UTI, pois reservamos leito no São José. Operamos vários pacientes da Amesc, Bom Retiro, Orleans, Lages, Imbituba, entre outros municípios”, afirmou.

O encontro também contou com a presença de Paulo Conti, profissional que está acompanhando o encaminhamento do processo de gestão.

Colaboração: Cris Freitas / Comunicação Prefeitura de Nova Veneza

Notícias Relacionadas

Regiões da Amrec, Amurel e Amesc se organizam para atraírem novos investimentos

De 2012 a 2018, a região cresceu 71,53% enquanto o Estado 72,69%.

Tribunal de Contas realiza XVII Ciclo de Estudos amanhã em Criciúma

Audiência pública nesta sexta-feira discute pedágio em São João do Sul

Prefeitos das 27 cidades da Amesc e da Amrec já enviaram ofício à ANTT repudiando a cobrança em São João do Sul.

Prefeitos e vereadores do Sul se posicionam contra praças de pedágio na BR-101

O empreendimento prevê investimentos de R$ 6,5 bilhões, sendo R$ 2,9 bilhões em investimentos e R$ 3,6 bilhões em custos operacionais nos 30 anos de concessão.