Trânsito

Prefeitos da AMREC vão avaliar proposta de manutenção das Rodovias Estaduais

Os valores repassados seguem os usados pela tabela do Deinfra para manutenção, ou seja, R$ 1.250,00 o quilometro por mês.

Foto: Divulgação

Os representantes da região da Associação dos Municípios da Região Carbonífera (AMREC) estiveram hoje (17/05) na Central de Atendimento aos Municípios do Governo do Estado de Santa Catarina debatendo a proposta de manutenção das rodovias estaduais. Conforme informado no encontro, os valores repassados seguem os usados pela tabela do Deinfra para manutenção, ou seja, R$ 1.250,00 o quilometro por mês (valor médio estimado de desembolso do Governo do Estado).

“Nós aproveitamos para tirar dúvidas. Agora o prefeito Gustavo vai reunir os outros municípios consorciados ao CIRSURES (Cocal do Sul, Lauro Müller, Morro da Fumaça, Orleans, Siderópolis, Treviso e Urussanga), e posteriormente os outros cinco prefeitos da AMREC, para uma construção e uma análise mais aprofundada do assunto. Depois, ai sim, vamos tomar uma decisão”, disse o Secretário da AMREC, Acélio Casagrande.

Participaram do encontro o presidente do Consórcio Intermunicipal de Resíduos Sólidos Urbanos da Região Sul (CIRSURES) e prefeito de Urussanga, Gustavo Cancelier; o secretario executivo da AMREC, Acélio Casagrande; o assessor de projetos e também o assessor contábil da AMREC, Francisco Veríssimo, e Jacimar Torres. Pelo Estado estavam o Coordenador da Central de Atendimentos aos Municípios, Gabriel Arthur Leff; e o Diretor de Operações do Deinfra Eng Delbi Joel Canarim.

Notícias Relacionadas

Projeto Ver retorna ao Sul do Estado com 990 cirurgias de catarata

Nesta quarta-feira (14), iniciam as cirurgias de catarata para 207 pacientes da Amrec, em Nova Veneza, e da Amurel, em Braço do Norte.

Momento preocupante nas regiões da Amrec e da Amurel por causa da forte chuva

Defesa Civil, Bombeiros e Polícia Militar atuam no socorro em várias cidades da região

Prefeitos e vereadores do Sul se posicionam contra praças de pedágio na BR-101

O empreendimento prevê investimentos de R$ 6,5 bilhões, sendo R$ 2,9 bilhões em investimentos e R$ 3,6 bilhões em custos operacionais nos 30 anos de concessão.

Soluções para agilizar serviços do SVO são discutidas na AMREC