Geral

Prefeitura do Sul tem projeto que gera renda para mulheres em situação de vulnerabilidade

A prefeitura de Turvo, por meio da Secretaria de Assistência Social, desenvolve o Projeto “Despertar”

Foto: Divulgação

A prefeitura de Turvo, por meio da Secretaria de Assistência Social, desenvolve o Projeto “Despertar”. São cinco ações consecutivas na área de qualificação da beleza para gerar fonte de renda para as mulheres em situação de vulnerabilidade. Os cursos de qualificação são de escovista, manicure, pedicure, depilação e designer de sobrancelhas.

A secretária de Assistência Social de Turvo, Elenita Scarabelot Pazini (Nita), explica que inicialmente serão 50 mulheres jovens (com idade máxima de 50 anos), mães e chefes de família que passam por dificuldades.

“A iniciativa do Projeto foi pensada diante do aumento expressivo de mulheres que passam por depressão, vítimas de violência doméstica, suicídio, desemprego, baixo estima, entre outros problemas. São pessoas jovens, que precisam assumir sozinhas o sustento da família e, muitas vezes, passam por dificuldades. Percebemos que precisávamos ouvir e dar voz a elas para depois construir ações que sejam mais assertivas para os problemas”, enfatiza a secretária

“Os recursos e a doação voluntária, foram essenciais para que o projeto fosse realizado, porque tudo isso tem um custo. Temos algumas voluntárias já presentes no nosso Projeto como a profissional da área da beleza que se disponibilizou para ensinar (Curso Escovista) gratuitamente à uma dessas mulheres, para que depois a mesma venha a qualificar o grupo total.

Cada curso tem um tempo específico de duração para cada modalidade. São gratuitos e os materiais dos mesmos serão disponibilizados pelo CRAS. Empresas e autônomos parceiros, tem mostrado o interesse pela causa, e isso nos deixa confiantes para o sucesso”.

Para o prefeito, Sandro Cirimbelli, o projeto promove um importante trabalho social junto às mulheres em situação de vulnerabilidade social residentes nos bairros mais carentes do município. “Precisamos dar oportunidade para que possam ser protagonistas de suas vidas”, conclui.

Com informações de Karina Manarin para o site ND+

Notícias Relacionadas

Homem é assassinado e duas mulheres feitas de refém em Gravatal

Ocorrência foi registrada por volta das 11h20 pela Polícia Militar. Dois suspeitos foram presos.

Governador Carlos Moisés autoriza edital para projeto de construção de ponte que liga Laguna à SC-100

Jovens e mulheres terão prioridade na liberação de recursos dos Programas da Secretaria da Agricultura de SC

De acordo com o Censo Agropecuário de 2017, em Santa Catarina são quase 170 mil agricultoras e mais de 6,9 mil propriedades rurais administradas por jovens.

Duas mulheres e um homem são mortos a tiros dentro de casa em Tubarão

Crime ocorreu por volta das 23h30 desta quinta-feira (31) no Bairro São Campreste