Segurança

PRF apreende 12 passarinhos escondidos em caixas de leite em Tubarão, na BR-101

Os passarinhos são da espécie Bico de Pimenta e Trinca Ferro.

Divulgação

Ontem, por volta de 22h30, policiais rodoviários federais realizavam fiscalização de combate ao crime na BR 101, em frente à Unidade Operacional da PRF em Tubarão e deram ordem de parada a um automóvel VW/Polo de Criciúma. O motorista (44 anos) não obedeceu a ordem de parar e fugiu por cerca de 300 metros, parou o carro, desceu e jogou uma caixa de papelão no mato. Os PRFs conseguiram conter o motorista.

Os PRFs pegaram a caixa de papelão e dentro havia 12 caixas de leite fechadas. Em cada caixa de leite havia um passarinho silvestre. Segundo o motorista ele adquiriu os passarinhos em Florianópolis e estavam levando para Criciúma. Foram apreendidos 9 Bicos de pimenta e 3 Trinca ferro, aves silvestres de muito valor no mercado.

Divulgação

Caracterizado o crime ambiental, os PRFs acionaram a Polícia Militar Ambiental que foi à Unidade Operacional da PRF de Tubarão e conduziu os passarinhos, o motorista e o veículo para a base da Polícia Militar Ambiental onde foram lavrados dois autos de infração e um termo circunstanciado por crime ambiental.

Notícias Relacionadas

Amurel recomenda que municípios adotem nova quarentena por causa da Covid-19

Associação dos Municípios da Região de Laguna (Amurel) contempla 18 prefeituras. A situação da região é considerada gravíssima pelo governo de Santa Catarina em relação à doença.

Idoso capota carro sobre a Ponte Anita Garibaldi, em Laguna

Motorista de aproximadamente 80 anos estava sozinho quando perdeu o controle do veículo com placas de Braço do Norte.

Apoio ao candidato Vitorassi para eleição da Coorsel se intensifica durante reuniões com associados

Na noite de hoje (16), às 19h30min, os associados da comunidade de São Gabriel são convidados a participarem do encontro com os candidatos, em Treze de Maio.

Tribunal de Justiça autoriza prefeitura a retomar obras da passarela em frente à Unisul, em Tubarão

Iniciada em fevereiro, a construção da passarela precisou ser interrompida por alguns dias ainda no primeiro semestre por conta da ação judicial de uma empresa inabilitada no processo de licitação.