Poder Executivo

Reunião sensibiliza contabilistas sobre a importância do Fundo da Infância e Adolescência

Fotos: Suham Dellatorre / Comunicação Prefeitura de Braço do Norte

Uma reunião foi realizada no fim da tarde dessa terça-feira (4), na sede da Acivale, com contadores, Prefeitura de Braço do Norte e entidades, com o intuito de sensibilizar os contabilistas a conscientizarem seus clientes para que realizem doações ao Fundo da Infância e Adolescência – FIA via Imposto de Renda – IR.

O encontro foi organizado pelo Conselho Municipal dos Direitos das Crianças e dos Adolescentes – CMDCA, de Braço do Norte. De acordo com o prefeito, Beto Kuerten Marcelino, a intenção é fortalecer e ampliar a captação de recursos para o FIA. Ele agradeceu a presença das empresas e garantiu que a administração municipal apoiará, na medida do possível, as ações em prol das crianças e dos adolescentes.

Beto acrescentou ainda que desde o início da nova administração os repasses para as entidades foram reajustados. Ele citou como exemplo a Associação Apoio à Criança e ao Adolescente – Asacad, onde foi implantado o programa Conviver. “Este foi um programa diferenciado, pioneiro, que aumentou em mais de 80 vagas na Asacad, além do aporte financeiro mensal de R$ 19 mil, totalizando um investimento de cerca de R$ 500 mil por ano”.

Já a secretária da Assistência Social, Gisely Perin Meurer, comentou que com os recursos do FIA é possível realizar estudos e diagnósticos sobre a realidade social das crianças e dos adolescentes, executar programas de atendimento a crianças e adolescentes em situação de vulnerabilidade social ou vítimas de violência, programas de incentivos à guarda e à adoção, programas e ações que visem a erradicação do trabalho infantil, realizar a profissionalização dos adolescentes e fazer divulgação dos direitos das crianças e adolescentes.

Os contadores Carlos Alberto Hamilton Abílio, da Esc Contabilidade, e Jaime Volpato, da Contabil Sul, representantes do Sindicato dos Contabilistas de Tubarão e Região, explicaram o funcionamento da destinação de recursos do IR para o FIA. Segundo eles, o programa faz o cálculo automaticamente e não há maiores dificuldades. “Sempre incentivei meus clientes e nunca vi ninguém se negar a contribuir, é apenas uma questão de fazer lembrar, sendo que as destinações podem ser feitas tanto por pessoas físicas quanto por empresas que apurem o imposto de renda pelo lucro real”, comentou Carlos, que completou dizendo que qualquer pessoa, independente de qual município resida, pode fazer a doação.

Também participaram da reunião representantes dos escritórios contábeis: JNS Contabilidade (Carlos André Müller Reckziegel), M.Volpato Contabilidade (Juceli Volpato) e Nazário e Pedroso Contabilidade (Cristian Nazário e Rafael Borba Pedroso), além do presidente do Sindicato Rural, Edemar Della Giustina, do vereador Roberto Loch, dos representantes da Polícia Militar: major Peterson do Livramento e tenente Daniel Tomazelli e do representante da Acivale, Dhiego Della Giustina Motta.

Finalizando o encontro, representantes da Associação Apoio à Criança e ao Adolescente – Asacad e da Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais – Apae mostraram como os recursos do FIA foram aplicados nas instituições. Os contabilistas presentes se colocaram à disposição para esclarecer sobre as doações ao FIA.

Colaboração: Suham Dellatorre / Comunicação Prefeitura de Braço do Norte

  • contabilistas_FIA (1)
  • contabilistas_FIA (2)
  • contabilistas_FIA (3)
  • contabilistas_FIA (4)

Notícias Relacionadas

Imposto de Renda: Receita libera dia 9 consulta a lote de restituição

Crédito para 72.546 pessoas será feito dia 16, somando R$ 240 milhões

Bolsonaro diz que governo vai corrigir tabela do Imposto de Renda

O presidente disse também que pretende indicar Moro para o STF

Receita abre hoje consulta a segundo lote de restituição do IR 2020

Este é o lote de maior valor já registrado - R$ 5,7 bilhões.

Campanha para destinar parte do Imposto de Renda para ajudar crianças e adolescentes termina no dia 30 de abril

Essa doação possibilita a qualificação da rede de atendimento, auxiliam no processo de inclusão de jovens cidadãos que vivem em vulnerabilidade social.