Geral

SC tem 1,1 mil aparelhos bloqueados com o Celular Seguro em seis meses

Serviço foi criado pelo Governo Federal e tem como objetivo inibir roubos de smartphones

Foto: Divulgação

O programa Celular Seguro completou seis meses nesta segunda-feira (17) com 1.194 aparelhos bloqueados em Santa Catarina. O serviço foi criado pelo Governo Federal e tem como objetivo inibir roubos de smartphones. Com informações do g1.

A ferramenta, que serve para pedir bloqueios de aparelhos e contas bancárias após ocorrências, e desde seu lançamento registrou 56.403 ocorrências, sendo 43.838 relacionadas a roubos e furtos de aparelhos. As demais são ligadas a perdas ou outras ocorrências, que não são especificadas na plataforma.

Segundo o Ministério da Justiça e Segurança Pública, 2.068.146 usuários se cadastraram no período, entretanto, apenas 1.667.963 aparelhos foram registrados no programa.

O estado de São Paulo foi o lugar que mais registrou roubo de celulares, com 16.197 bloqueios através do aplicativo. Em seguida está Rio de Janeiro, com 8.196 e Bahia, com 4.513. Santa Catarina aparece em 13° no ranking.

Veja o ranking dos estados com mais bloqueios do Celular Seguro

São Paulo – 16.197
Rio de Janeiro – 8.196
Bahia – 4.513
Minas Gerais – 4.111
Pernambuco -3.289
Ceará -2.794
Paraná -1.791
Amazonas -1.735
Distrito Federal -1.649
Pará -1.525
Rio Grande do Sul – 1.501
Maranhão – 1.397
Santa Catarina – 1.194

Como usar o Aplicativo “Celular Seguro”

Instale o aplicativo “Celular Seguro” nas plataformas Google Play ou App Store;
Faça o login utilizando a conta gov.br (o usuário deve inserir o CPF e a senha);
Ao entrar no aplicativo, o usuário deve se ater aos termos de privacidade e concordar com os termos;
Na página inicial, o responsável por realizar o cadastro pode: indicar uma pessoa de confiança; registrar um número de telefone; ou registrar ocorrência.
O aplicativo está disponível para download nas plataformas Google Play e App Store. Para utilizar o “Celular Seguro”, o usuário precisará baixar no celular, realizar previamente um cadastro e registrar ocorrência de roubo.

Além disso, é possível cadastrar uma pessoa de confiança para que ela possa bloquear por conta própria o celular do usuário furtado ou roubado.

Com informações do NSC Total

Notícias Relacionadas

SC tem 1,7% dos adultos autodeclarados bi ou homossexuais, mostra IBGE

Estado tem também cerca de 222 mil pessoas não sabem ou se recusaram a responder estudo

Um período de muitas transformações mundiais

Nevoeiros densos transformam a paisagem de Santa Catarina neste inverno

Segundo a equipe de meteorologistas da Defesa Civil de Santa Catarina, o nevoeiro nada mais é do que uma nuvem que se forma próxima ao solo

Inscrições gratuitas para Prouni de 2024 terminam nesta sexta-feira

Programa oferece mais de 243 mil bolsas em faculdades privadas