Geral

Situação do Hospital São Marcos de Nova Veneza é debatida

Neste momento o Hospital está atendendo apenas casos de emergência. Sendo que a média de atendimento é de 1500 pacientes por mês.

Divulgação

A situação do Hospital São Marcos, de Nova Veneza, que neste momento tem 70% dos funcionários em greve, foi pauta de uma reunião hoje a tarde (11/07), na prefeitura de Criciúma. O encontro reuniu o presidente da Associação dos Municípios da Região Sul Carbonífera (AMREC), o prefeito Clésio Salvaro; o prefeito de Nota Veneza, Rogério Frigo e o diretor executivo da AMREC, Vanderlei Alexandre; e o assessor de saúde, Adjalma Mastela.

Neste momento o Hospital está atendendo apenas casos de emergência. Sendo que a média de atendimento é de 1500 pacientes por mês. Dentre as conversas na reunião de hoje a tarde, a expectativa, de estadualização do hospital. Os prefeitos ligaram para diretor-geral do Instituto Maria Schmitt, Ricardo Ghellere, que responde pelo Hospital. Nas negociações, ficou acertado para que os pagamentos dos salários dos funcionários sejam pagos até amanhã, voltando o atendimento normal.

O município de Nova Veneza repassa mensalmente, via convenio, ao Instituto Maria Schmitto valor de R$ 130 mil, para o funcionamento do Pronto Atendimento 24 Horas.

Colaboração: Comunicação Prefeitura de Nova Veneza 

Notícias Relacionadas

Seminário discute desenvolvimento da cadeia leiteira no Sul de Santa Catarina

Expomais: evento reúne palestras, debates e atividades simultâneas em 40 horas de programação

Grandes nomes ligados ao marketing, administração, inovação e sinergia estarão em Criciúma nos dias 17 e 18 de outubro

I Conferência da Pessoa Idosa de Lauro Müller debate os desafios do envelhecimento

O encontro aconteceu no Centro de Convivência do Idoso e foi marcado por uma palestra da assistente social Janice Merigo.

Cultura Acic propõe reflexão sobre a cidade de Criciúma

Primeiro encontro ocorrerá no dia 19 de abril com a presença de convidados especiais.