Litoral

Taxa de preservação ambiental começa a valer a partir desta quinta em Bombinhas

A taxa é computada na entrada da cidade por meio da leitura da placa do veículo e vale por 24 horas. Durante o período, é possível sair e entrar de novo sem pagar novamente.

Foto: Mariana de Ávila/G1

A Taxa de Preservação Ambiental (TPA) de Bombinhas, no Litoral Norte, volta a ser cobrada a partir desta quinta-feira (15). A cobrança é feita dos turistas, como uma forma de pedágio para quem entra na cidade. As informações são do G1SC.

A administração municipal diz que o objetivo é minimizar os impactos ao meio ambiente causados durante a alta temporada. Os carros licenciados em Bombinhas e na cidade vizinha de Porto Belo são isentos.

A taxa é computada na entrada da cidade por meio da leitura da placa do veículo e vale por 24 horas. Durante o período, é possível sair e entrar de novo sem pagar novamente.

A principal novidade deste ano é em relação à facilidade de pagamento. Até então, os motoristas tinham que pagar nos postos de cobrança na entrada da cidade, ou na internet ou pontos espalhados na cidade de Bombinhas.

A partir da 0h desta quinta, estará disponível um aplicativo para baixar no celular. Uma facilidade que vai oferecer é que vai ser preciso pagar antecipadamente. Outra é que a TPA faz parte do sistema Sem Parar.

Desde que a TPA foi implantada, em janeiro de 2015, o município arrecadou mais de R$ 26 milhões. “Hoje o município investe na temporada em torno de R$ 3 milhões, que são as limpezas das nossas praias. São 39 praias, dessas 39, pelo menos 32 são habitáveis e são frequentadas pelos turistas”, disse Paulo Henrique Dallago Muller, prefeito de Bombinhas.

A cobrança vale até o dia 15 de abril de 2019. Na virada do ano, deve ter reajuste, mas o valor ainda não foi revelado. Quem não pagar a taxa pode ter o nome incluido nas listas do SPC e do SERASA.

Confira os preços:

Moto: R$ 3
Carro: R$ 26,50
Caminhonete: R$ 39,50
Van: R$ 53
Caminhão: R$ 79,50
Ônibus: R$ 133

Notícias Relacionadas

Em Laguna, governador autoriza emissário terrestre para a praia do Mar Grosso e libera recursos para hospital

A projeção da Casan é que o empreendimento fique pronto em janeiro de 2020. O emissário é uma rede de 2.718 metros de extensão e diâmetro de 315 milímetros, com tubos de polietileno.

Rajadas de vento de até 70 km/h atingem litoral; previsão é de queda na temperatura

O mar também fica agitado com altura de onda de 2 a 2,5 metros próximo à costa.

Domingo será de sol em Santa Catarina

Domingo de sol e temperaturas de até 38°C

Previsão indica que, o pico dessa onda de calor deverá ocorrer os dias 2 e 3 de janeiro, com a máxima na casa dos 40ºC.