Geral

Tigre ainda busca dois reforços

Até o dia 2 de dezembro, um meia e um atacante ainda pode ser contratados. Nomes serão substituídos na lista original.

Divulgação

O prazo para que o Criciúma inscreva novos jogadores na Série C encerrou na quarta-feira, dia 11. Porém, o clube pode fazer até oito trocas na lista original de 40 nomes que foram inscritos para a competição. Desta forma, os dirigentes seguem no mercado atrás de reforços para a sequência da disputa. O foco está no sistema ofensivo: um meia e um atacante podem chegar ao técnico Itamar Schulle.

Os diretores do clube estabeleceram contatos com o técnico Felipão e com Deivid, ex-treinador do Criciúma e atual dirigente do Cruzeiro, mas não houve a possibilidade de contratação de algum atleta do time de Belo Horizonte. A mesma situação aconteceu no Corinthians. Os paulistas possuem, atualmente, mais de 100 atletas, entretanto muitos deles serão usados em times de base como o Sub-23 e o Sub-20.

Um estreitamento de relação foi buscado com o Santos, mas a contaminação de jogadores e dirigentes por Covid-19 inviabilizaram a ida dos dirigentes do Criciúma até São Paulo para observação de atletas que poderiam interessar. Mesmo assim, dois jogadores devem ser buscados. “Eu acho que a gente precisa de algumas peças pontuais, de setor ofensivo, e isso está sendo tratado para ver se a gente consegue esses jogadores para nos ajudar. São jogadores que ajudarão bastante o Criciúma a transformar certas situações de gol e conquistar as vitórias que precisamos”, comenta o técnico Itamar Schulle.

Com informações do site TNSul

Notícias Relacionadas

Núcleo do Projeto Tigrinhos chega aos municípios da Amesc

Convênio foi assinado entre Unesc, o Criciúma e a Prefeitura de Praia Grande.

Argel deixa o Tigre com 40% de aproveitamento

Passagem é a pior entre as três que o treinador teve pelo Tricolor Carvoeiro.

Tigre empata em casa e decepciona torcedores

Criciúma ficou no 0 a 0 com o Juventude na estreia do técnico Mazola Júnior. Equipe afunda na zona de rebaixamento e soma apenas um ponto na competição.

Beto Campos, ex-técnico do Criciúma, morre aos 54 anos