Geral

Tigre: Cavalo mantém convicção na permanência

Técnico do Criciúma reafirma que a missão do Criciúma não será fácil, mas o time escapará do rebaixamento para a Série C.

Divulgação

Visivelmente abatido e cabisbaixo, devido ao empate com o São Bento, o técnico Roberto Cavalo voltou a reafirmar que o Criciúma não será rebaixado para a Série C. Ele garantiu que não será uma missão fácil, mas o time permanecerá na Segunda Divisão do Brasileirão, no ano que vem. “’100% de convicção da comissão técnica, diretoria e da torcida, que está vindo (que o time permanecerá na Série B). No Brasil, na Série B, não tem um time, como o nosso, que está brigando para não cair há várias rodadas e com casa cheia. Não sou só eu que estou falando, mas a mídia do Brasil. A gente não merece cair pelo público que está vindo”, comenta.

Cavalo elogiou os mais de oito mil torcedores que estiveram no Majestoso e, principalmente, a postura nas arquibancadas. “Nós que estamos devendo, a torcida está fazendo o papel dela. Não vaiaram, nem pressionaram, e a gente sente muito por não ter dado essa alegria a eles. Eu tenho convicção que o Criciúma vai sair, mas é difícil. É bíblico passar por provações e estamos passando, nesse momento, mas eu tenho certeza que, com o trabalho, determinação do elenco e a força da torcida, nós vamos sair dessa situação”, pontua.

O treinador do Criciúma disse que a torcida pode ter esperança e fé na permanência do elenco na Série B. “Não falta vontade e empenho para o grupo. Agora, um passe de maior qualidade, uma definição de jogada, às vezes, faz falta. O que eu passo para a torcida é que será sofrido. Vamos jogar contra o Operário e, uma hora, não é possível, nós teremos um jogo melhor, com mais qualidade nas finalizações, com uma arbitragem que não atrapalhe, mas a torcida pode esperar que vamos forte contra o Operário”, ressalta.

Cavalo reconheceu a superioridade do adversário e isso preocupou a comissão técnica do Criciúma. “Começamos o jogo equilibrado, mas o time deles, no ataque, é de muita qualidade técnica, drible, velocidade e experiência. Nós tivemos problemas devido a essas características deles. Tomamos um gol, buscamos o empate em seguida com o Marlon como elemento surpresa e pela falta de um centroavante de área. A partida ficou aberta e ambos os times queriam vencer, mas as chances mais claras foram do São Bento e isso nos preocupou. Por duas vezes chegaram na cara do Paulo, uma ele pegou e outra foi para fora. Estávamos expostos em ambos os lances. No final, amarguramos o empate que foi bastante ruim”, finalizou Cavalo.

Com informações do site TNSul

Notícias Relacionadas

Secretaria de Saúde de Criciúma reforça chamado de gestantes, puérperas e crianças para vacinação contra influenza

Agentes Comunitários de Saúde visitarão as residências para monitoramento e intensificação de informações por causa da baixa adesão à campanha nacional

Rever: aplicativo que contribui para a coleta seletiva já tem grande demanda de usuários em Criciúma

Plataforma digital auxilia nas denúncias de irregularidades e solicitações para coletas

Polícia Civil apresenta dados positivos na repressão de roubos em Criciúma com prisões realizadas e criminosos identificados

Comparado com 2018, os dados indicam redução de roubos com uso de arma de fogo, roubos em residência e roubos com mais de três autores, com estabilização da quantidade de roubos gerais.

Tribunal de Justiça catarinense confirma pena para empresário que vendeu pipoca com rato dentro em Criciúma

Uma das vítimas, após ingerir a pipoca, teve intoxicação alimentar aguda causada por alimento contaminado.