Esporte

Tigre deve buscar mais reforços em abril

Com oito reforços contratados, na janela que encerrou no dia 7 de março, Criciúma pode usar cláusula no Regulamento Nacional de Registro e Transferências de Atletas, da CBF, para encorpar ainda mais o elenco

Foto: Celso da Luz

Com a chegada do atacante congolês Yannick Bolasie, que está na cidade desde o final de semana, o Criciúma conclui a janela de transferências com nove reforços. Além do africano, que ainda não foi anunciado oficialmente, chegaram o goleiro Matheus Barbosa, os zagueiros Wilker Ángel, da Venezuela, e Tobias Figueiredo, de Portugal, o lateral peruano Miguel Trauco, o volante uruguaio Baltasar Barcia, o meia colombiano Yerson Candelo, o volante Higor Meritão e o atacante Renato Kayzer.

Quer receber as principais notícias da região? Clique aqui e entre no nosso grupo de WhatsApp e fique atualizado de forma rápida e confiável 

Ainda assim, o técnico Cláudio Tencati espera que novos jogadores cheguem até o começo do Brasileirão. Uma cláusula no Regulamento Nacional de Registro e Transferência de Atletas da CBF permite contratações além deste prazo, entre os dias 01 e 19 de abril. Na prática, os clubes das Séries A e B do Campeonato Brasileiro podem contratar apenas jogadores que foram inscritos em algum campeonato estadual no primeiro trimestre.

Também há uma brecha que autoriza contratações de jogadores que estão fora do país após o fechamento da janela, desde que o último vínculo contratual do atleta tenha se encerrado dentro do prazo de registros, ou seja, até o dia 7 de março. O comandante carvoeiro pretende assegurar a chegada de mais um volante e outro meia. “Nós tínhamos um planejamento. A gente poderia ter tido, daqui a pouco, mais um volante ou um jogador no meio campo, mas o Alex (Brasil, gerente de futebol) correu atrás e fez de tudo. Por momento de mercado, não conseguimos. Os Estaduais roubaram muitos jogadores e a gente agora tem que definir. Tem uma segunda janela, até o dia 19, e é esse momento que a gente têm expectativas positivas para que a gente possa preencher mais essas lacunas aqui e aí no Campeonato Brasileiro a gente está reabastecido”, comenta Tencati, em entrevista coletiva concedida na manhã de ontem. Sem condições técnicas e de estrutura para atender a imprensa, após a partida de Tubarão, o técnico falou no CT Antenor Angeloni na segunda-feira.

Atrás de opções para o meio-campo

Tencati admite que precisa de mais opções para poder poupar jogadores fundamentais como Fellipe Mateus e Marquinhos Gabriel.“A gente sabe que, em alguns momentos, sobrecarrega. Por exemplo, nesse jogo (contra o Hercílio Luz), a gente poderia ter tirado um ou outro. Até porque o Marquinhos é um jogador técnico. Extremamente técnico. Você pode ver que ele perdeu algumas bolas, porque a marcação do Hercílio pressionou mais. A bola está viva. Consequentemente, o jogo fica lento. Aí você tem que dar um toque, dois toques, na bola para controlar ela. E o adversário já encurtou para roubar a bola, para apertar, para fazer a marcação. Então, o Hercílio sentiu essa necessidade porque estava perdendo o jogo. Conseguiu ter êxito e a gente teve a dificuldade”, detalha Tencati.

O treinador ressalta que, no momento, o Criciúma precisa reunir forças e jogar com o melhor disponível. “O time vem bem, está bem. Lembrando que o Hercilio não perde em sua casa desde 2019. A última equipe que ganhou do Hercilio, lá, foi o Criciúma. Não era nem no meu comando, era outro comando. Mas para vocês verem, a força do Hercilio em casa também”, pontua.

Se mantenha informado em tempo real! Clique aqui e siga o Sul in Foco no Instagram. Informações e notícias sobre a região na palma da sua mão!

Semana decisiva para o futuro do Criciúma

O Criciúma terá uma semana decisiva. Na quinta-feira, às 19 horas, o adversário será o Brasiliense pela segunda fase da Copa do Brasil. Se vencer, o Tigre segue adiante, em caso de empate, o jogo vai para os pênaltis. Derrota, elimina o Criciúma do torneio nacional. No domingo, às 19h30, no Majestoso, o Tricolor Carvoeiro recebe o Hercílio Luz. Assim, Tencati destaca a importância do time manter a tranquilidade em campo. “A gente tem trabalhado para que o jogador entenda que a gente controla o jogo. A gente não controla o árbitro, a torcida e as coisas fora de campo. Então, a direção vai ter que cobrar a Federação, a respeito de arbitragem, seja de VAR, seja de gramado… o papel nosso é o campo. E é aí que a gente tem que se concentrar”, ressalta.

Com informações do TNSul

Notícias Relacionadas

Tigre se reapresenta para treino depois de derrota no final de semana

O Tigre enfrenta o Sport no próximo sábado, 9, às 20h45, na Ilha do Retiro, em Recife (PE). Os carvoeiros seguem com 44 pontos no G4 da Série B

Tigre empata em casa e decepciona torcedores

Criciúma ficou no 0 a 0 com o Juventude na estreia do técnico Mazola Júnior. Equipe afunda na zona de rebaixamento e soma apenas um ponto na competição.

Beto Campos, ex-técnico do Criciúma, morre aos 54 anos

Tigre é campeão da Copa SC Sub-21

O Criciúma conquistou tudo no estado de Santa Catarina em 2023. Após ser campeão Catarinense no futebol profissional e com as categorias Sub-20, Sub-17 e Sub-15, o Tigre levantou também a taça da Copa Santa Catarina Sub-21