Esporte

Tigre vence e assume a liderança da Série C

Com chuva e gramado molhado, Criciúma supera o Novorizontino por 1 a 0.

Foto: Celso da Luz/CEC

A boa fase do Tricolor Carvoeiro está, definitivamente, consolidada. Na chuvosa tarde de domingo, o time treinado por Paulo Baier venceu o Novorizontino por 1 a 0 e chega à liderança da Série C. Não bastasse ser o primeiro colocado do grupo B, o Tigre é o melhor entre todos os 20 times da competição. São 11 pontos conquistados em 15 disputados.

Para seguir em primeiro, o Tigre torce contra o Ypiranga diante do Figueirense, no confronto agendado para hoje à noite. O gol do jogo foi marcado por Luiz Paulo, aos 27 minutos do segundo tempo, em um pênalti duvidoso. No gramado molhado do Majestoso, o Tricolor Carvoeiro já havia desperdiçado chances claras para marcar, antes da bola na rede colocada pelo camisa 9 do Tigre.

Sob forte chuva, o Criciúma começou o jogo no ataque. Logo no primeiro minuto, Dudu Figueiredo cobrou escanteio, Arilson desviou, Marcel Scalese se atrapalhou e Fellipe Mateus finalizou com força, na trave, porém, na sequência a bola bateu na mão de Hygor e o juiz parou o lance. Grande chance desperdiçada pelo Tigre no principio da partida.

No princípio de jogo, o Tricolor Carvoeiro pressionou bastante: aos cinco minutos, Fellipe Mateus entrou na área com a bola dominada e tentou tocar para Hygor, na linha de fundo, mas a bola saiu. A resposta veio no minuto seguinte: Nando recebeu a bola na pequena área, na frente do goleiro Gustavo que fez uma grande defesa e salvou o Criciúma. Primeira chance do Novorizontino e com perigo. A partida começou com chances claras de gol para ambos os lados.

Aos oito minutos, Anderson Rosa cobrou escanteio com perigo e a bola quase entrou direto no gol de Gustavo, que fez boa defesa. No rebote, Cleo Silva cabeceou para nova defesa do camisa 1 carvoeiro. Aos nove minutos, Arilson avançou, após roubar a bola, e bateu forte, mas Giovanni pegou. Aos 12 minutos, Dudu Figueiredo cobrou falta pela esquerda e Luiz Paulo cabeceou pela linha de fundo.

Lesões tiram jogadores da partida

Com a intensa chuva da tarde de domingo, o gramado do Majestoso começou a apresentar poças d’água e a partida ficou um pouco mais truncada. Aos 16 minutos, Hygor recebeu lançamento, mas acabou escorregando e foi desarmado. Dois minutos depois, Arilson sentiu o músculo posterior da coxa e caiu no gramado. Porém, foi apenas um susto.

Aos 20 minutos, Hygor avançou com a bola e foi derrubado por Edson Silva. Falta na meia direita. Dudu Figueiredo cobrou, mas a zaga afastou. Aos 22 minutos, Arilson voltou a sentir lesão e teve que ser substituído por Eduardo. O gramado pesado também tirou Douglas Baggio do jogo, aos 24 minutos. Outro problema muscular na partida sob chuva e gramado molhado.

O Criciúma buscava acelerar o jogo. Aos 27 minutos, Alemão fez boa jogada pela direita e cruzou, a bola sobrou para Dudu Figueiredo que bateu forte, mas Leo Baiano desviou e tirou a trajetória da bola. O gramado pesado e a chuva prejudicavam um pouco a armação de jogadas dos dois times. Aos 32 minutos, após bola alçada na área, Luiz Paulo tentou a finalização, mas a zaga afastou.

Aos 42 minutos, Fellipe Mateus finalizou bem, no canto direito do goleiro Giovanni, mas a bola foi desviada pelo camisa 1 do Novorizontino e saiu pela linha de fundo. O Tigre era melhor no jogo, tinha mais posse de bola e seguia buscando o gol, porém, o primeiro tempo encerrou sem bolas na rede para ambos os lados.

Gol marcado em pênalti duvidoso

A etapa final começou com erros de passes para ambos os lados. Aos quatro minutos, Hygor recebeu a bola, na grande área, bateu forte, um pouco antes da marca do pênalti, e Giovanni fez uma grande defesa. Mais uma chance clara desperdiçada pelo Criciúma. A partida ficou mais lenta, em função do gramado pesado e da chuva intensa que não dava pausa no Majestoso.

O Tigre tentava chegar ao ataque, mas o desgaste físico e os passes errados não permitiam a criação de chances claras. O adversário apenas se dedicava a marcar e parecia satisfeito com o ponto que estava sendo conquistado. Aos 19 minutos, Pereira cobrou escanteio, a zaga do Criciúma errou, mas a bola pegou no braço de Nando e o juiz parou o jogo naquele que poderia ser um lance de perigo do Novorizontino.

No minuto seguinte, após cruzamento de Hélder, Dudu Figueiredo finalizou e a bola sobrou para Hygor que perdeu outra chance clara de gol na frente de Giovanni. Aos 22 minutos, o Novorizontino errou a saída de bola, Bruno Aguiar e Luiz Paulo dividiram na área e o árbitro marcou pênalti, em um lance muito duvidoso. Após muita reclamação dos jogadores do Novorizontino e uma recuperação demorada do defensor, o mesmo camisa 9 do Tigre cobrou e marcou: Criciúma 1 a 0 aos 27 do segundo tempo.

Após o gol, o Tigre recuou as linhas e permitiu o avanço do Novorizontino. Porém, apostou nos contra-ataques para marcar o segundo gol e resolver, definitivamente, a partida. Aos 41 minutos, um princípio de confusão em campo, após falta forte. Aos 44 minutos, na pressão do time paulista, Cléo Silva perdeu o gol, de cabeça, na pequena área. Escapou o time treinado por Paulo Baier. No minuto seguinte, Willean Lepo bateu forte e Gustavo salvou o Tigre. Nos acréscimos, Uilliam Barros pegou rebote do goleiro, mas perdeu um gol feito. No final da partida, o Criciúma segurou o resultado e assumiu a primeira colocação da Série C do Brasileiro.

Campeonato Brasileiro – Série C – 5ª Rodada

Domingo (27/06) – 16 horas – estádio Heriberto Hülse, em Criciúma

CRICIÚMA

Gustavo; Alemão, Rodrigo, Marcel Scalese e Helder; Dudu Vieira (Jessé), Arilson (Eduardo) e Dudu Figueiredo; Hygor, Luiz Paulo (Léo Costa) e Fellipe Mateus (Uilliam Barros). Técnico: Paulo Baier

NOVORIZONTINO

Giovanni; Lucas Mendes, Edson Silva, Bruno Aguiar e Reverson; Léo Baiano (Rômulo), Anderson Rosa, Douglas Baggio (Pereira) e Danielzinho; Cléo Silva e Nando (Willean Lepo). Técnico: Léo Condé

Arbitragem: Arthur Gomes Rabelo; Auxiliares: Katiuscia M Berger Mendonça e Ademar Júnior Berger (trio do ES)

GOL: Luiz Paulo (27/2T)

Cartões Amarelos: Dudu Vieira, Eduardo, Léo Costa e Uilliam Barros(C); Edson Silva, Danielzinho e Léo Baiano (N);

Cartões Vermelhos: Não houve

Com informações de Tiago Monte / TN Sul

Notícias Relacionadas

Aluna Satc é campeã brasileira de Xadrez Blitz

Associação Atlética de Orleans precisa de apoio para fazer ainda mais história no futebol orleanense

Tigre se reapresenta para treino depois de derrota no final de semana

O Tigre enfrenta o Sport no próximo sábado, 9, às 20h45, na Ilha do Retiro, em Recife (PE). Os carvoeiros seguem com 44 pontos no G4 da Série B

Município e Criciúma Esporte Clube assinam convênio que beneficia jovens da cidade

Assinatura ocorrerá nesta quinta-feira (16), às 14h, na Sala de Atos do Paço Municipal Marcos Rovaris