Geral

Tigre empata com Brusque e segue na zona de rebaixamento

Tricolor Carvoeiro teve bom volume de jogo, porém segue sem vencer no Campeonato Catarinense.

Divulgação

O Criciúma foi valente, tentou até o final, mas não conseguiu sair com os três pontos. Diante do vice-líder Brusque, teve as melhores oportunidades, atacou mais, porém, novamente, pecou na finalização. O adversário apresentou um aproveitamento certeiro para marcar dois gols e voltar para o Vale do Itajaí com o empate.

Gabriel Silva e Pedrinho marcaram para o Tigre, com Garcez e Thiago Alagoano indo às redes para os visitantes. O resultado mantém o Tricolor Carvoeiro na zona de rebaixamento, na penúltima posição, agora com três pontos, ainda sem conseguir vencer. São dois de diferença para o Figueirense, primeira equipe fora da degola, e sete partidas sem vitórias nesta temporada.

Tigre muda de postura, domina e cria chances

O Criciúma entrou em campo disposto espantar a má fase. Com imposição, não deu brechas ao adversário e procurava propor o jogo. Hélder era o mais acionado pela ala esquerda. As principais jogadas ofensivas do Tigre partiam dos pés dele, com a companhia de Pedrinho e Gabriel Silva.

A primeira grande chance veio aos 11 minutos. Mateus Anderson deu uma caneta no marcador, foi à linha de fundo e tocou para Gabriel Silva. Ele fez o trabalho de pivô e rolou para trás. Eduardo apareceu com boas condições, mas finalizou por cima, longe da meta.

Dois minutos depois, novo susto para o goleiro Dalberson. Pedrinho, da intermediária, cobrou falta direto, fazendo a bola passar perigosamente próxima do travessão. O Brusque encontrava dificuldades na criação e via o Tigre tomar conta das ações.

Enfim, aos 24, o Criciúma voltou a balançar as redes depois de cinco partidas. Pedrinho se infiltrou na cabeça da grande área dos visitantes e arriscou. Dalberson tentou espalmar, mas soltou o rebote para frente. Gabriel Silva, bem posicionado, foi rápido para pegar a sobra e abrir o placar no Majestoso.

O Tigre queria jogo. Após o gol, seguiu procurando o ataque. Aos 29, Hélder acionou Pedrinho, que encontrou Eduardo na meia-lua. O volante dominou e arrematou, errando o alvo. Logo após, Gabriel Silva tabelou com Pedrinho, invadiu a área e foi travado na ‘hora H’ da finalização.

No primeiro arremate, gol do Brusque

O time visitante empatou aos 44 minutos, na primeira vez que chegou com perigo à frente. Garcez recebeu com liberdade pela ponta esquerda, avançou sendo marcado de longe por Léo e bateu rasteiro, no cantinho, sem chances para Gustavo: 1 a 1. Uma finalização cirúrgica, ao fim da primeira etapa, no momento em que o ímpeto carvoeiro não era mais o mesmo.

Segundo tempo tem fortes emoções e reestreia de Dudu

A igualdade deu uma sobrevida ao Brusque, que passou a gostar mais do jogo na volta do intervalo. Os visitantes encontraram espaços que não estavam acostumados no primeiro tempo. A virada aconteceu aos nove minutos. Em um rápido contra-ataque, Andrew disparou e achou Júnior Pirambú na frente. O centroavante fez grande assistência para Thiago Alagoano, que apareceu de frente para Gustavo e não perdoou.

O Criciúma não se abateu, e logo no minuto seguinte deu uma pronta resposta. Após cruzamento, Gabriel Silva se jogou na bola e conseguiu o desvio, vendo Dalberson impedir o empate. Aos 20, Pedrinho pegou sobra de dentro da área e soltou um foguete. Novamente, Dalberson espalmou para frente, mas desta vez não havia ninguém para aproveitar o rebote.

Em seguida, o reestreante Dudu, aposta de Hemerson Maria no segundo tempo, arriscou de longe e quase marcou um golaço. Dalberson voou para defender pela linha de fundo. Pedrinho deixou tudo igual aos 26. Depois de cobrança de escanteio, ele chutou com força, agora, sem chances para o arqueiro adversário.

O Brusque voltou a assustar aos 36. Em cobrança de escanteio, houve um bate-rebate na área do Tigre e a bola sobrou para Ianson. O zagueiro chutou sem direção.

O Criciúma teve a última cartada nos acréscimos. Em uma cobrança de escanteio venenosa, a bola passou por todos os jogadores e ninguém conseguiu concluir em gol. Tudo igual no Heriberto Hülse.

Com informações do site TNSul

Notícias Relacionadas

Torcida do Criciúma briga entre si no empate com o Figueirense

Confusão começa logo após o adversário abrir o placar no Orlando Scarpelli

Núcleo do Projeto Tigrinhos chega aos municípios da Amesc

Convênio foi assinado entre Unesc, o Criciúma e a Prefeitura de Praia Grande.

Tigre vence e assume a liderança da Série C

Com chuva e gramado molhado, Criciúma supera o Novorizontino por 1 a 0.

Argel deixa o Tigre com 40% de aproveitamento

Passagem é a pior entre as três que o treinador teve pelo Tricolor Carvoeiro.