Norte

Tornozeleira de detento de SC é encontrada amarrada a toalha

Apenado está sendo procurado. Aparelho foi achado durante cumprimento de mandado em São Francisco do Sul.

Foto: Divulgação / PM

Uma tornozeleira eletrônica ligada a um carregador foi encontrada amarrada a uma toalha em São Francisco do Sul, no Norte catarinense, informou a Polícia Civil. O detento que deveria estar com o aparelho está sendo procurado. O objeto foi achado durante o cumprimento de um mandado de busca e apreensão na sexta-feira (8).

Durante a ação, um homem foi preso em flagrante por tráfico de drogas. O mandado de busca e apreensão foi cumprido na residência dele. A Polícia Militar recebeu no começo deste mês informações de que ele repassava drogas para outros traficantes da cidade.

Na casa, a polícia encontrou porções de cocaína preparadas para a venda, uma balança de precisão e a tornozeleira eletrônica na toalha. O carregador do aparelho estava ligado na tomada. A operação foi feita em conjunto entre as polícias Civil e Militar, além do Departamento de Administração Prisional (Deap).

O homem preso em flagrante foi levado à Unidade Prisional Avançada São Francisco do Sul. O Deap deu entrada em um pedido para que a pena do detento que deveria estar com a tornozeleira eletrônica volte a ser cumprida em regime fechado.

Com informações do site G1/SC

Notícias Relacionadas

Massa de ar frio avança e mínima pode ficar abaixo de 5°C durante a noite desta quarta-feira em SC

O dia começa com tempo instável, mas a chuva fica mais reservada durante a manhã e início da tarde.

Marido morre em acidente de carro três dias após suspeita de matar mulher a tiros em SC

Colisão contra caminhão ocorreu nesta segunda na BR-116. Mulher foi encontrada morta na sexta, atingida por três disparos na cabeça.

Preso, ex-deputado federal de SC tem auxílio-combustível suspenso pelo governo do estado

João Pizzolatti está no Presídio Regional de Blumenau. Ele é réu por tentativa de homicídio referente a um acidente de trânsito.

Tribunal de Justiça nega prisão domiciliar a detento que poderia fazer tratamento de saúde no presídio

O detento passou por perícia de um médico legista, que ressaltou a possibilidade de continuar o tratamento do detento na própria prisão