Economia

Trabalhadores da indústria cerâmica receberão 7% de aumento

Foto: Divulgação/ Maristela Benedet

Os trabalhadores ceramistas receberão 7% de aumento em seus salários no Sul do Estado. A proposta foi aprovada nas Assembleias realizadas hoje (24) em Criciúma e Cocal do Sul. As reuniões seguem em São Domingos, Cocal e Criciúma a tarde e devem manter a tendência de aprovação.

O percentual inclui 6.58% de INPC do período e 0,42% de ganho real. Já no abono, o reajuste será de 10% no abono, passando de R$ 1 mil para R$ 1.100 mil e, 7% no piso que sai de R$ 1.570,00 e chega a R$ 1.680,00.

O presidente do Sindicato dos Trabalhadores Ceramistas e Construção Civil de Criciúma e Região, Itaci de Sá, explica que os reajustes serão parcelados e escalonados: salários até R$ 3.500,00 ganham 7%, sendo 5% em janeiro e 2% em maio. De 3.500,01 a R$ 5.500,00 recebem 6% em janeiro e 1% em maio. E, acima de R$ 5.500,00 é livre negociação.

A diferença de janeiro e fevereiro serão repassadas na folha de março. O piso salarial será pago R$ 1.618,00 em janeiro e R$ 1.680,00 em maio.

Para Itaci, a negociação foi bastante difícil e travada com várias rodadas desde de dezembro do ano passado. “Eles não queriam dar nem a metade da inflação, tivemos que fazer muita pressão para garantir este percentual. Ainda não é o ideal, mas diante da conjuntura foi uma conquista satisfatória”, pontua o presidente.

Nas Assembleias do dia 16, os ceramistas haviam rejeitado 6% parcelado. São mais de 5 mil trabalhadores em Criciúma e Região.

Colaboração: Maristela Benedet – Assessora de Comunicação

Notícias Relacionadas

Em sessão do Congresso, Câmara mantém veto a reajuste de servidores

Medida abrange profissionais da saúde e da segurança pública

STF aprova orçamento de 2020 sem aumento de salário dos ministros

O maior gasto do tribunal é com salários e encargos de pessoal, que somam R$ 490,3 milhões.

Comerciários assinam Convenção Coletiva em Criciúma

Documento determina o reajuste salarial referente ao ano de 2017. O reajuste será de 4,22% e o piso salarial da categoria passa a ser R$ 1.270,00

Conta de água e esgoto da Casan terá alta de 4,39% em agosto

O aumento é exatamente igual ao da inflação oficial acumulada nos últimos 12 meses.