Geral

Trio é condenado a 158 anos por crime com criança como vítima

Os indivíduos pegaram mais de 50 anos de prisão cada em caso de briga de facções que resultou na morte de uma criança.

Divulgação

Três homens foram condenados a penas que, somadas, chegam a 158 anos de prisão. Eles foram responsabilizados pelo homicídio de uma criança de cinco anos e por tentativa de homicídio contra três outras pessoas. O crime ocorreu em maio de 2014, no bairro Dehon, em Tubarão.

No entanto, a decisão foi tomada em sessão do Tribunal do Júri de Tubarão, que terminou na madrugada da última sexta-feira (6).

Dois homens foram condenados a 53 anos e quatro meses de reclusão em regime fechado por tentativa de homicídio duplamente qualificada (por motivo torpe e recurso que dificultou a defesa das vítimas, por três vezes) e homicídio duplamente qualificado (por motivo torpe e recurso que dificultou a defesa da vítima).

Já o terceiro foi condenado a 52 anos, dois meses e vinte dias de reclusão, em regime inicial fechado, além do pagamento de dezesseis dias-multa, por duas tentativas de homicídio duplamente qualificadas, homicídio duplamente qualificado e disparo de arma de fogo.

Entenda o caso

Os acusados teriam criado um perfil falso de uma jovem em uma rede social para atrair um jovem de uma facção rival para um encontro. Ele foi até o local combinado, mas estava acompanhado de duas mulheres e da filha de uma delas, uma menina de cinco anos.

Os homens atiraram pelo menos sete vezes contra o carro em que o rapaz estava, atingindo o adolescente na coxa e no pé direito. Já a criança foi atingida por dois tiros, sendo um na cabeça. Ela não resistiu à gravidade do ferimento e morreu por trauma cranioencefálico.

Com informações do site ND Mais

Notícias Relacionadas

Pedreiro de cemitério condenado por enriquecimento ilícito e venda casada de serviços em Urussanga

Os fatos aconteceram entre 2010 e 2012, quando o homem era responsável pela gestão do Cemitério Municipal de Urussanga

Motorista que passeava por Garopaba com CNH falsa é condenado a 3,6 anos de reclusão

O documento tinha a foto dele, mas o nome era de outra pessoa. Na delegacia, os policiais descobriram a verdadeira identidade do réu e constataram que havia contra ele um mandado de prisão em aberto, por roubo tentado.

Filha de vítima de latrocínio será indenizada em R$ 300 mil pelo autor do crime em Santa Rosa do Sul

O crime ocorreu em março de 2013, na cidade de Santa Rosa do Sul, e o acusado foi condenado a 20 anos de reclusão em regime fechado.

Homem que estuprou enteada é condenado a 26 anos de prisão na comarca de Tubarão

Os atos sexuais não consentidos aconteciam, muitas vezes, mais de uma vez ao dia.