Tecnologia

União de forças em prol da construção de Centro de Inovação Tecnológica em Orleans

União de forças em prol da construção de centro de empresarial e tecnológico em Orleans

Foto: Divulgação

Uma comitiva formada por representantes da Prefeitura de Orleans, do Centro Universitário Barriga Verde – Unibave e da Associação Empresarial de Orleans – Acio esteve em Florianópolis nessa terça-feira (10) em busca de um projeto inovador, que promete alavancar o desenvolvimento de toda a região das Encostas da Serra Geral.

O objetivo da ida à capital catarinense foi buscar recurso financeiro e apoio político com o secretário de Desenvolvimento Sustentável de Santa Catarina, Carlos Chiodini, para a construção de um Centro de Inovação Tecnológica. O encontro foi avaliado como positivo pelo grupo de autoridades orleanenses.

Com o secretário, estiveram reunidos o prefeito e vice-prefeito de Orleans, Jorge Koch e Mário Coan, respectivamente, o reitor do Unibave, Elcio Willemann, e o presidente da Acio, Ubirajara Pickler, o Bira. O presidente da Câmara de Vereadores e da Câmara de Dirigentes Lojistas – CDL, Lucas Canever Librelato e Gustavo de Farias Lolli, respectivamente, também apoiarão a causa, mas não puderam estar presente nesta viagem.

Trata-se de um movimento comunitário em busca de parceiros com o intuito de promover o desenvolvimento da região. O conteúdo do documento entregue ao secretário estadual explica que o Unibave, mantido pela Fundação Educacional Barriga Verde – Febave, oferece atualmente à comunidade 16 cursos de graduação em diferentes áreas de atuação, contribuindo com a formação de profissionais para o atendimento das necessidades da região.

Unibave vista aérea

Foto: Divulgação / Unibave

Teoria e prática no desenvolvimento de novas ideias

O reitor do Unibave explicou que a construção do Centro de Inovação Tecnológica será um ambiente propício para o desenvolvimento e aperfeiçoamento de ideias e, consequentemente, de novos produtos e serviços.

“Isso oportunizaria uma série de projetos relacionados à área de inovação e empreendedorismo e fortalecerá todos os municípios aqui da região. Por meio dos cursos do Unibave, aliará a prática às teorias estudadas em sala de aula. Além disso, irá oportunizar aos alunos e egressos dos diferentes cursos da instituição um espaço para desenvolverem seus projetos de forma articulada e orientada. É de extrema importância e contamos com o apoio do Executivo, Legislativo e sociedade organizada. Acredito que teremos êxito”, afirmou Elcio Willemann.

Ele acrescentou ainda que existe uma série de atividades que deverão ser feitas para a efetivação da iniciativa. Entre elas, está programada a visita a um Centro de Inovação que já está em operação em Lages com o intuito de ver o funcionamento e as oportunidades que o ambiente proporciona. “O objetivo é criar polos regionais que tragam para a sociedade a capacidade de inovação, revigorante, para fortalecer e deixar a economia pronta para competir no presente e no futuro”, completou o vice-prefeito Mário Coan.

O presidente da Acio, o Bira, também destacou a necessidade de acompanhar as constantes mudanças. “O objetivo maior é potencializar nossa região com desenvolvimento e tecnologia, porque precisamos nos preparar, o mundo está em uma transformação muito rápida. Precisamos capacitar os universitários para acompanhar e estar preparados para estas mudanças. Muitos projetos saem de Centros de Inovação e são potencializados em empresas interessadas em aplicar as novas ideia. Isso só tem a agregar, impulsionando a economia local e regional”, avaliou.

Uma semente plantada

O prefeito Jorge Koch garante que lutará para que a comunidade colha futuramente os frutos desta iniciativa. “Foi uma semente plantada e, ao longo do tempo, iremos cobrar e acompanhar o andamento junto ao Governo do Estado. Uma nova audiência será agendada com o vice-governador Eduardo Moreira. Em março, aqui no Unibave, havíamos entregado o documento a ele, que já havia, inclusive, encaminhado também ao secretário. Agora, tão logo Eduardo Moreira possa assumir o governo, entre o fim deste ano e o início do ano que vem, será uma conversa mais facilitada, tendo em vista que ele é aqui do Sul e tem um compromisso com Orleans. Vamos procurá-lo para ver a possibilidade da liberação de até R$ 4 milhões. O secretário se comprometeu a trabalhar para isso e nós vamos cobrar”, frisou.

Bira explicou como irá ocorrer o processo. “Esse Centro Tecnológico faz parte de um projeto que existe em universidades de Santa Catarina. Nós fomos lá reivindicar para Orleans. Neste primeiro momento, tivemos uma sinalização positiva. Neste ano, há alguns campus contemplados que já estão sendo construídos, outros prontos e outros na fila de espera. O nosso entrará na fila de espera. A previsão é que seja dado início ao processo a partir do ano que vem. Caso se concretize, receberemos o recurso voltado ao modelo que a capacidade comporta, de acordo com o potencial de alunos e o número de habitantes de Orleans e região. O Unibave irá ceder uma área ao Estado para que eles façam a construção e deixem o Centro de Inovação pronto. Assim que é executado, após o período de um ano de trabalho e assistência para potencializar o centro conosco, o Estado devolve para o Unibave e a sociedade orleanense”, detalhou.

Notícias Relacionadas

ExpoMais é oficialmente lançada nesta segunda-feira

O evento terá palestras principais com nomes de renome nacional, além de outros espaços que estarão à disposição do público e que serão reveladas no evento de lançamento desta segunda-feira.

Corrida aumenta a felicidade e autoestima de jovens adultos aponta estudo do curso de Educação Física do Unibave

Os resultados comprovam aumentos de 40% na autoestima e 25% na felicidade, após a corrida.

Tribunal de Justiça nega recurso que pedia retorno de transporte coletivo municipal em Criciúma

O magistrado manteve a posição adotada pela 2ª Vara da Fazenda Pública da comarca de Criciúma

Seminário discute desenvolvimento da cadeia leiteira no Sul de Santa Catarina