Saúde

Unidades de Saúde de Forquilhinha abrem neste sábado para o Dia D contra o Sarampo

O atendimento será realizado das 8 às 17 horas, os pais devem levar a carteirinha de vacinação dos filhos.

Divulgação

As unidades de saúde de Forquilhinha vão estar abertas neste sábado (19), participando do Dia D da Campanha Nacional de Vacinação contra o Sarampo. O atendimento será realizado das 8h às 17h, exceto na unidade do bairro Ouro Negro que está em reforma. O foco nesta etapa são as crianças de 6 meses até as menores de 5 anos, e os pais precisam levar a carteirinha de vacinação dos filhos.

A campanha acontece devido ao surto da doença que atinge 19 estados, incluindo Santa Catarina. “As crianças menores de 5 anos precisam de mais atenção, pois elas correm um risco maior de desenvolver complicações como cegueira, encefalite, diarreia, infecções no ouvido e outros problemas”, conta a enfermeira responsável pela Vigilância Epidemiológica, Giseli Scandolara Bosa.

Durante o Dia D, outras vacinas vão estar disponíveis para atualização. A vacina do sarampo trivalente ainda protege contra caxumba e rubéola. Em um comunicado do dia 4 de outubro, o Ministério da Saúde informou que há mais de 5,4 mil casos confirmados de sarampo em território nacional.

Notícias Relacionadas

Secretaria de Saúde de Criciúma reforça chamado de gestantes, puérperas e crianças para vacinação contra influenza

Agentes Comunitários de Saúde visitarão as residências para monitoramento e intensificação de informações por causa da baixa adesão à campanha nacional

Mais de 5,7 mil crianças comparecem na 1ª etapa da Campanha Nacional de Vacinação contra o Sarampo em Criciúma

Número superou a expectativa da Secretaria Municipal de Saúde. Segunda etapa inicia dia 18 de novembro, com foco em adultos de 20 a 29 anos

Autor de roubo e extorsão contra duas mulheres é condenado a 10 anos de reclusão em Criciúma

O crime ocorreu em agosto de 2019, quando as vítimas foram rendidas pelo autor.

Judiciário destina quase R$ 350 mil para municípios do Sul na luta contra o Covid-19

Mais doze cidades do sul catarinense foram beneficiadas com a destinação de verbas de penas pecuniárias para uso no combate e prevenção ao coronavírus