Saúde

UTIs na Amurel: Beto lança ideia de aquisição de leitos através do CIS-Amurel e prefeitos aprovam

Mesmo sendo obrigação do Governo do Estado a disponibilização de UTIs, a Amurel chamará a responsabilidade para ter mais um suporte no salvamento de vidas.

Divulgação/Prefeitura de Braço do Norte

A Amurel deverá adquirir, através do Consórcio CIS-Amurel, 10 leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) que contemplarão os 18 municípios.

A sugestão foi do prefeito de Braço do Norte, Beto Kuerten Marcelino, com a aclamação de todos os prefeitos, durante a assembleia, por videoconferência, que também definiu a prorrogação e ajustes no decreto regional.

Segundo Beto, esta é a alternativa mais viável a curto prazo para ser tomada. “Agradeço ao presidente da Amurel, prefeito Clésio Bardini de Biasi, e, em seu nome, os outros prefeitos, por terem acatado esta sugestão. Com certeza esta será uma medida relevante para suprir a potencial e preocupante falta de leitos de UTI na região”, comentou.

Mesmo sendo obrigação do Governo do Estado a disponibilização de UTIs, a Amurel chamará a responsabilidade para ter mais um suporte no salvamento de vidas. Logo após o fim da reunião, o CIS-Amurel, presidido pelo prefeito Lindomar Ballmann, de Rio Fortuna, já deu início à tramitação administrativa para a contratação dos 10 leitos.

Notícias Relacionadas

Amurel recomenda que municípios adotem nova quarentena por causa da Covid-19

Associação dos Municípios da Região de Laguna (Amurel) contempla 18 prefeituras. A situação da região é considerada gravíssima pelo governo de Santa Catarina em relação à doença.

Prefeitura de Braço do Norte lança Ô de casa!, projeto que aproximará a população da administração municipal

Ao todo serão 10 encontros, que contemplará todos os bairros e comunidades braçonortenses.

Momento preocupante nas regiões da Amrec e da Amurel por causa da forte chuva

Defesa Civil, Bombeiros e Polícia Militar atuam no socorro em várias cidades da região

Prefeitura de Orleans lança Limpa Fila e deve fazer mais de 3 mil procedimentos até dezembro

Programa foi lançado pelo secretário de Saúde de Orleans, Fernando de Fáveri nesta quarta-feira (30). Programa deve acelerar consultas, exames e pequenas cirurgias no município.