Poder Legislativo

Vereadores e secretária se reúnem para discutir saúde pública

Uma reunião entre os vereadores e a secretária de Saúde, Daiane Querino, na noite dessa segunda-feira (4), às 18 horas, na Câmara de Vereadores de Lauro Müller discutiu problemas da saúde pública no município e ações desenvolvidas pelo governo local para melhorar a qualidade dos serviços e atendimento.

O encontro, que ocorreu na sala de reuniões das comissões, foi fruto de um requerimento dos vereadores Helder Velho e Ema Hofmann Benedet, ambos do PMDB, aprovado no legislativo.

A vereadora Ema Hoffmann Benedet questionou o número de consultas com a médica pediatra e a forma como são distribuídas as fichas. A secretária informou que, agora as consultas são agendadas ao longo do mês e existem quatro fichas de emergência que são distribuídas a partir das 7 horas. “Nossa proposição é acabar com as filas, pois isso vai contra a política de humanização da saúde pública. Para isso, implantamos a puericultura que são as consultas para acompanhamento das crianças de 0 a 2 anos”, explicou.

Sobre o serviço 0800, questionado pelo vereador Manoel Leandro Filho, a secretária disse que em breve também estará funcionando. “Já adquirimos alguns equipamentos, entre eles computadores para equipar as unidades de saúde, que serão informatizadas com sistema que vai interligá-las. Já conseguimos equipar a Secretaria de Saúde, a unidade de saúde central e o Hospital Henrique Lage. Agora vamos começar um piloto entre as três unidades para testar o sistema e após expandi-lo para os demais postos”, destacou.

Helder Velho perguntou sobre a implantação do serviço de motoboy para entrega de medicamentos, prometida em campanha pelo atual prefeito. Segundo a secretária a moto já foi adquirida e deve estar sendo entregue nos próximos 20 dias. Que em breve o serviço passará a ser realizado pelo município. “É importante ressaltar que isso vai seguir alguns critérios, pois não podemos simplesmente sair distribuindo remédios a reveria”, registrou.

Sobre a demora na reforma das unidades de saúde, especialmente na de Guatá, a secretária disse que também está ansiosa para ver tudo pronto e funcionando. “Especificamente sobre a obra na unidade de saúde de Guatá, tivemos alguns problemas com a licitação e a empresa responsável, mas agora ele já está pronto e dentro de duas semanas queremos entregá-lo para a comunidade”, afirmou.

Ao explicar sobre a jornada de trabalho de médicos e dentistas, Daiane disse que todos os dentistas estão cumprindo 40 horas semanais. Já os médicos não. “A questão dos horários dos médicos nas unidades de saúde é uma situação difícil de ser resolvida e que afeta não só o município de Lauro Müller, mas todos da nossa região. Ou nos submetemos a flexibilidade deles ou ficamos sem médico para atender nos postos”, frisou.

Diante do quadro da Dengue em Santa Catarina e outros estados do país, o vereador Antonio Nunes perguntou o que está sendo feito em Lauro Müller para prevenir a população contra a doença. “Nós tínhamos uma funcionária que atuava nesta área de endemias. Agora acabamos de contratar mais duas. Além do trabalho de fiscalização e coleta de amostras, que é feito semanalmente, estamos fazendo um mapeamento completo do município, o que vai nos permitir ter um melhor controle”, informou.

  • af30ed266de8cfdf739c0a6fe81baf75
  • 17d51e2a4db5c236ace21449011cd1dc
  • efeaec5b6452c28fd00c46a5b160c91b