Geral

Acesso aos pontos turísticos e apresentações musicais estão liberados em Laguna, conforme novo decreto

Novas normas têm prazo de vigência 14 dias.

Divulgação

Um novo decreto foi publicado pela prefeitura de Laguna relacionado ao acesso aos pontos turísticos na cidade e as apresentações musicais.

Nessa última, é permitida a realização, inclusive os ensaios, em locais e estabelecimentos públicos, com a presença de até três músicos. Eles não devem compartilhar microfone ou instrumento musical, e respeitar o distanciamento de 1,5 m, isso também vale para os Dj’s.

Restaurantes e demais do gênero devem funcionar até as 23h59. Somente tele-entrega e retirada no estabelecimento podem ser feitos após este horário.

Fica liberado o acesso aos pontos turísticos da cidade, como: Mercado Público Municipal, Morro da Glória, Molhes da Barra, Pedra do Frade, Monumento de Tordesilhas, Farol de Santa Marta e demais atrativos turísticos. Porém todas as normas sanitárias devem ser obedecidas, com uso adequado de máscaras, distanciamento entre pessoas, sem que tal prática possa caracterizar aglomeração.

Com informações do site Notisul

Notícias Relacionadas

Prefeito de Nova Veneza assina decreto de formação da Comissão de Acompanhamento, Controle, Prevenção e Monitoramento ao Coronavírus

Nova Veneza não tem casos confirmados da doença, apenas pessoas em isolamento domiciliar que já foram acompanhados, mas devem permanecer em quarentena pois chegaram de viagem.

Estado libera recursos para pavimentação da última etapa de acesso à Barragem do Rio São Bento, em Siderópolis

Para o prefeito Cesa, foram muitos anos de espera por essas duas obras no município.

Plano Safra: Governo do Estado e setor produtivo unem esforços para incentivar acesso ao crédito rural

A intenção é incentivar ainda mais os pequenos agricultores e pescadores a acessar os recursos disponibilizados pelo Governo Federal, como forma de ampliar a competitividade do meio rural e pesqueiro de Santa Catarina e movimentar a economia local.

Justiça nega liminar e mantém decreto que fecha supermercados aos domingos em Içara

Em sua análise , o magistrado aponta que o artigo impugnado é válido, não há violação a regras de competência e não há violação ao preceito legal que prevê a manutenção das atividades essenciais.