Saúde

Campanha Setembro Amarelo é lançada na Câmara de Vereadores de Orleans

Conforme a psiquiatra Simone Araújo, o Setembro Amarelo é muito mais que uma campanha de prevenção ao suicídio, são vidas que podem ser salvas.

Campanha Setembro Amarelo é lançada na Câmara de Vereadores de Orleans

Foto: Divulgação / Câmara de Vereadores de Orleans

A Campanha Setembro Amarelo, que será realizada durante todo este mês, foi lançada durante sessão ordinária da Câmara de Vereadores de Orleans nessa segunda-feira (4). Para isso, a secretária da Saúde, Luana Debiasi, a psiquiatra, Simone Araújo, e a coordenadora do curso de Psicologia do Unibave, Lorena Paratella, representando também os cursos de Enfermagem e Farmácia.

Conforme a secretária municipal, a campanha visa a conscientização sobre a prevenção do suicídio. Entre os objetivos, está o de alertar a população sobre a realidade do suicídio no Brasil. Neste ano, a campanha em Orleans fomentará a valorização da vida e tem como slogan “Porque viver é nascer a cada dia”. Para isso, a campanha une a rede de saúde e assistência municipal, além do Unibave e Câmara de Dirigente Lojistas – CDL, que apoiam a ação.

A psiquiatra Simone, na oportunidade, divulgou os números relacionados ao suicídio. “A Organização Mundial da Saúde informou, em 2012, que 800 mil pessoas morreram por conta do suicídio naquele ano. Este número foi mais que o de homicídio e de guerra. A cada 40 segundos, uma pessoa comete suicídio e, a cada três segundos, uma pessoa tenta. O Brasil ocupa o oitavo lugar em números absolutos de suicídio. Foram 11.800 pessoas naquele ano. A cada 24 horas, 32 pessoas se suicidam no nosso país, que é líder na América Latina neste ranking. Entre 2000 e 2012, houve um aumento de 10,4% e de 30% dos jovens, de 15 a 29 anos. Em Orleans, em 2011, conforme o DATASUS o coeficiente de mortalidade foi 13,95. Em 2012, foi 27,78, e, em 2013, foi 13,53. Conforme dados de 2011, Santa Catarina o terceiro lugar. Em primeiro lugar, vem o Rio Grande do Sul, seguido do Moto Grosso do Sul”, enumerou.

Ela destacou ainda que o Setembro Amarelo é muito mais que uma campanha de prevenção ao suicídio, são vidas que se pode salvar. “O transtorno mental é uma doença como qualquer outra, que precisa e merece ser atendida, cuidada de maneira adequada. Quase 100% das pessoas que cometeram suicídio tinham transtorno mental. É um dos fatores de risco. Contudo, nem todo paciente com este diagnóstico corre risco de cometer o suicídio. A prevenção não se limita à rede de saúde, mas deve ir bem mais além, através de medidas em diversos âmbitos da sociedade, com qualidade de vida, incentivo de espaços de promoção de saúde, grupos de autoajuda, controle de acesso aos meios para cometer o suicídio, campanhas nas escolas”, afirmou.

A coordenadora do curso de Psicologia do Unibave, por sua vez, divulgou algumas das ações construídas ao longo dos anos em prol da prevenção, promoção e reabilitação da saúde com o intuito de promover uma educação para atender às necessidades humanas de forma sistêmica, criativa e sustentável.

Ao fim das explanações, vereadores se pronunciaram para falar sobre a importância da campanha e parabenizar aos profissionais envolvidos pelo trabalho realizado.

Assista à sessão ordinária completa na vídeo abaixo:

Programação

Dia 1º – Capacitação para profissionais que atuam na área da saúde no município;

Dia 4 – Abertura Oficial na Câmara de Vereadores;

Dia 20 – Palestra alusiva ao tema na comunidade de Barracão, às 19h30min;

Dia 25 – Capacitação no Centro Comunitário de Rio Laranjeiras, às 19h30min;

Dia 29 – Palestra com a psiquiatra Simone Araújo para todos os funcionários da rede do município, às 9 horas, no Centro dos Idosos;

Dia 29 – Mobilização intitulada de “Cidade Amarela”: funcionários, comunidade, comércio, acadêmicos e escolas serão incentivados a usar camiseta amarela como forma de incentivo à vida.

Ordem do Dia

Na pauta da Casa Legislativa, três Indicações foram aprovados por unanimidade:

Indicação nº 92/2017, do vereador Antônio Dias André (PMDB): “Que o Executivo providencie um amplo estudo, definindo pontos que necessitam de abrigos de ônibus em nosso município e analisando a disponibilidade financeira, possa construí-los o mais breve possível, levando em consideração a aproximação do verão”.

Indicação nº 93/2017, do vereador Vereador Valentim Bardini Sobrinho (PMDB): “Que o Executivo veja a possibilidade de levar rede de água do Samae da localidade de Sesmarias até Palmeira Alta”.

Indicação nº 94/2017, do vereador Udir Luiz Pavei (PSD): “Que o Executivo, através do Samae, faça estudo para viabilizar a escavação de um poço artesiano para atender a comunidade de Chapadão e Morro da Palha”.

Notícias Relacionadas

Presidentes das ACIs do Extremo Sul se reúnem para Plenária da Facisc, em Orleans

“Meu principal objetivo é o trabalho social”, afirma presidente do time profissional de futebol de Orleans

Príncipe de Orléans e Bragança, bisneto da princesa Isabel, participa de sessão na Câmara de Vereadores

Integrantes do Grupo Escoteiro Encostas da Serra participam da sessão da Câmara de Orleans