Saúde

Carlos Moisés confirma André Motta como novo secretário da Saúde

Depois de ouvir "não" da deputada Carmen Zanotto (Cidadania), Carlos Moisés realocou André Motta, então secretário-adjunto, para a condição de número 1 da pasta.

Divulgação

O secretário-adjunto da Saúde de Santa Catarina, André Motta, será realocado a condição principal da pasta, em substituição ao ex-secretário Helton Zeferino. A medida foi anunciada ontem, pelo governador Carlos Moisés, em manifestação no boletim diário do Estado.

O chefe do Executivo catarinense destacou a presença do agora novo secretário, ao longo do tempo de mandato – desde o período de transição, no final de 2018 – e lembrou que André Motta atuava no cargo considerado o número 2 na linha sucessória da pasta.

A nomeação de André deve sair, ainda nesta segunda-feira (4), no Diário Oficial do Estado. “Eles – Helton e André – tiveram protagonismo nas ações de implementação de toda a política hospitalar catarinense, da melhoria dos processos na Saúde, enfim, de tudo o que foi conquistado e alcançado na Saúde de Santa Catarina. O doutor André tem a envergadura necessária para dar continuidade a esse trabalho tão importante”, resumiu o governador, pouco depois de anunciar André Motta para a vaga.

Em suas primeiras palavras o novo secretário agradeceu a oportunidade e fez menção ao “trabalho excelente” desenvolvido pela pasta ao longo desses um ano e quatro meses.

Com informações do site ND Mais

Notícias Relacionadas

Carlos Moisés manda ofícios para poderes devolverem sobras orçamentárias ao Governo de SC

Governador alega que os mais de R$ 180 milhões auxiliarão a fechar as contas do estado. Medida foi tomada após Alesc derrubar projeto para reduzir duodécimo.

Carlos Moisés se manifesta a favor de ADPF que pede inconstitucionalidade de pagamento de pensões a ex-governadores

A ADPF 745 visa a suspensão do pagamento de pensões e aposentadorias especiais a ex-governadores e seus dependentes.

Alesc autoriza julgamento de Carlos Moisés no caso do reajuste dos procuradores

Com a decisão do Plenário, tanto Moisés quanto a vice-governadora Daniela Reinehr (sem partido) serão julgados por crime de responsabilidade por uma comissão julgadora, composta por deputados e desembargadores de Justiça, que será formada nos próximos dias.

Quatro novas lei são sancionadas pelo governador Carlos Moisés

Entre elas, estão medidas que estabelecem mais transparência na divulgação dos dados e gastos com o combate ao coronavírus em Santa Catarina, e a proibição de inquirir sobre religião e orientação sexual em entrevistas de vagas de emprego