Geral

Carlos Moisés pede fim do veto em projeto que destina recursos para rodovias federais

Governador de Santa Catarina visitou Alesc para solicitar a derrubada do veto que prevê aplicação de R$ 350 milhões para acelerar obras.

Divulgação

O governador Carlos Moisés (PSL) fez uma visita institucional à Alesc (Assembleia Legislativa de Santa Catarina) na tarde desta terça-feira (11), para tratar da derrubada do veto ao projeto que destina recursos estaduais às obras em rodovias federais de Santa Catarina.

Durante reunião com os deputados, o chefe do Executivo elencou os motivos para barrar o veto realizado durante o governo interino.

“Fiz um apelo – e documentei isso por meio de um ofício – para que os líderes levassem às suas bancadas a demanda do Governo pela derrubada do veto. Esse é um movimento importante. O dinheiro é dos catarinenses independentemente de ser um tributo estadual ou federal. O usuário da rodovia é um catarinense. O que estamos fazendo aqui é o que a população quer”, salientou o governador.

O projeto aprovado na Alesc libera a aplicação de até R$ 350 milhões de recursos estaduais para acelerar as obras nas BRs 470, 280 e 163. Cerca de 25 deputados participaram do encontro com o governador e, segundo o presidente da Alesc, o deputado Mauro de Nadal, o clima é amplamente favorável à derrubada.

“O governador fez um grande apelo e expôs todas as suas razões. Oportunizamos a manifestação de todos os líderes. No mérito, há um grande aplauso ao projeto e acredito que, na hora da apreciação do veto, acompanhando o pedido do Governo, é pela derrubada do veto”, afirmou Mauro de Nadal.

Deputado Zé Milton volta à liderança

Durante a reunião com os deputados, também foi oficializado o retorno do deputado Zé Milton Scheffer à liderança do Governo na Alesc. O governador elogiou o trabalho realizado pelo deputado até março e disse contar com o seu bom trânsito no Parlamento para aprovação dos projetos de interesse do Estado.

Na opinião do parlamentar, o momento é de recuperar o tempo perdido e acelerar ações e projetos de benefício à sociedade.

“Nosso papel será de fortalecer a união e o diálogo para encaminhar soluções aos problemas da população catarinense. Já tivemos dificuldades e instabilidades suficientes neste mandato. Agora é o momento de acelerarmos, deixando as barreiras para trás, com o objetivo de construir o futuro. O momento é de harmonia entre os poderes Executivo, Legislativo e a sociedade”, afirma Zé Milton.

Deputados elogiam disposição ao diálogo

O prestigiado encontro entre o governador e os deputados foi marcado por demonstrações de boa vontade de ambas as partes. Segundo os parlamentares, o fato de Carlos Moisés comparecer à Alesc foi um gesto no sentido da ampliação do diálogo.

Por um breve período, as autoridades também discutiram a necessidade do envio e da aprovação célere do projeto de Reforma da Previdência Estadual.

Na opinião do deputado Maurício Eskudlark, o Parlamento será um apoiador do Governo em tudo que for necessário para fazer Santa Catarina avançar.

“Acredito que todos os projetos de interesse do Estado terão a convergência dos deputados para apoiar o Governo. Temos ainda quase dois anos de mandato. É um tempo curto, mas há muito a se fazer por Santa Catarina”, afirma Eskudlark.

Com informações do site ND Mais

Notícias Relacionadas

Em Laguna, governador autoriza emissário terrestre para a praia do Mar Grosso e libera recursos para hospital

A projeção da Casan é que o empreendimento fique pronto em janeiro de 2020. O emissário é uma rede de 2.718 metros de extensão e diâmetro de 315 milímetros, com tubos de polietileno.

STF autoriza SC a utilizar recursos do pagamento da dívida com a União no enfrentamento da Covid-19

O pedido foi protocolado pela Procuradoria-Geral do Estado de Santa Catarina (PGE) para garantir que a União deixe de aplicar qualquer tipo de penalidade ao estado em razão da suspensão dos pagamentos.

Estado libera recursos para pavimentação da última etapa de acesso à Barragem do Rio São Bento, em Siderópolis

Para o prefeito Cesa, foram muitos anos de espera por essas duas obras no município.

Jovens e mulheres terão prioridade na liberação de recursos dos Programas da Secretaria da Agricultura de SC

De acordo com o Censo Agropecuário de 2017, em Santa Catarina são quase 170 mil agricultoras e mais de 6,9 mil propriedades rurais administradas por jovens.