Poder Executivo

Central do Cidadão de Braço do Norte disponibilizará serviços do Ministério do Trabalho

A medida foi tomada para que a população braçonortense não seja prejudicada pela falta do serviço, que foi suspenso pelo Governo Federal por falta de efetivo.

Foto: Arquivo/Sul In Foco

A Central do Cidadão da Prefeitura de Braço do Norte irá disponibilizar, nos próximos dias, os serviços da Agência do Ministério do Trabalho, que encerrou suas atividades no município.

A medida foi tomada para que a população braçonortense não seja prejudicada pela falta do serviço, que foi suspenso pelo Governo Federal por falta de efetivo. “Os funcionários do Ministério do Trabalho se aposentaram e, com isso, não há efetivo para repor a vaga. Para que aqueles que precisam sejam atendidos a Prefeitura irá suprir essa demanda”, comentou o secretário de Planejamento Urbano e Econômico Vânio de Oliveira.

Segundo o prefeito Beto Kuerten Marcelino o município absorveu a demanda. “A administração municipal está absorvendo esta demanda para que a população não fique desamparada, precisando se deslocar para Tubarão ou Urussanga para realizar os procedimentos”, explicou.

A Central do Cidadão, localizada na rua Frederico Kuerten, 33 , atrás da igreja matriz, também oferece os serviços de Carteira de Identidade, Cosip, Junta Militar, Procon, Ouvidoria e Sine.

Até a adaptação do local, que deve acontecer nas próximas semanas, quem necessitar de atendimento precisará se dirigir até a agência do Ministério do Trabalho em Tubarão ou Urussanga.

Contatos

Central do Cidadão: 3658-4140

Cosip: 3658-3514

Procon: 3658-7674

Ouvidoria: 3628-4922

Sine: 3651-1841

 

Colaboração: Suham Dellatorre – Assessoria de Imprensa da Prefeitura de Braço do Norte

Notícias Relacionadas

Idoso capota carro sobre a Ponte Anita Garibaldi, em Laguna

Motorista de aproximadamente 80 anos estava sozinho quando perdeu o controle do veículo com placas de Braço do Norte.

Estado indenizará cidadão equivocadamente anunciado como preso em nota de rede social em Sombrio

O Estado de Santa Catarina foi condenado a indenizar o homem, por danos morais, em R$ 5 mil

São Ludgero realiza eventos para cidadãos conhecerem os serviços e benefícios sociais disponibilizados na cidade

Os eventos explanarão sobre os direitos sociais para pessoas em situação de vulnerabilidade socioeconômica

Pedreiro de cemitério condenado por enriquecimento ilícito e venda casada de serviços em Urussanga

Os fatos aconteceram entre 2010 e 2012, quando o homem era responsável pela gestão do Cemitério Municipal de Urussanga