Saúde

Em todo o Sul catarinense, apenas um leito de UTI disponível

​O leito liberado está no Hospital Regional de Araranguá (HRA). Com isso, a ocupação na região encontra-se em 99,23%.

No São José, em Criciúma, todos os leitos de UTI Covid estão lotados – Foto: Divulgação

Entre oito hospitais credenciados, são 130 leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) oferecidos pelo Sistema Único de Saúde (SUS) em seis diferentes cidades do sul de Santa Catarina para pacientes com Covid-19. E apenas um está disponível conforme o mais recente relatório da Secretaria de Estado da Saúde.

​O leito liberado está no Hospital Regional de Araranguá (HRA). Com isso, a ocupação na região encontra-se em 99,23%. Os leitos dos hospitais São José, Rio Maina e Santa Catarina (Criciúma), São Donato (Içara), Nossa Senhora da Conceição (Tubarão), Senhor Bom Jesus dos Passos (Laguna) e São Camilo (Imbituba) estão com 100% de ocupação.

São 38 leitos no Hospital Regional de Araranguá. Em Criciúma, são 35 no São José, 10 no Hospital de Retaguarda do Rio Maina e 1 no Materno Infantil Santa Catarina. Há ainda 9 leitos em Içara, 17 em Tubarão, 10 em Laguna e 10 em Imbituba.

As ocupações de leitos de UTI refletem-se na quantidade de casos ativos: são 3.847 positivados e em tratamento contra a Covid-19 entre as três regiões que compõem o sul. Os maiores contingentes estão em Criciúma (927 positivados), Tubarão (382), Braço do Norte (260), Araranguá (236) e Orleans (166 casos). O sul tem, desde o início da pandemia, 2.727 óbitos e 159.603 casos confirmados. Criciúma tem 540 vidas perdidas para o coronavírus, são 402 mortes em Tubarão e 227 em Araranguá.

Em percentuais, levando-se em conta a vacinação nas segundas doses, Imaruí é a cidade de todo o sul que mais imunizou contra a Covid-19: 16,4% da sua população. Ainda na região de Tubarão, São Martinho vacinou 16%. Na região carbonífera, os maiores índices de segunda dose estão em Siderópolis e Balneário Rincão, com 11,8%.

No extremo sul, Ermo vacinou 15,9% da população com a segunda dose e Praia Grande, com 15,1%. O pior desempenho na aplicação da segunda dose em todo o sul encontra-se em Sangão, na região de Tubarão, que imunizou 5,1% da população. Na mesma região, São Ludgero alcançou 6,4%. Na região carbonífera, Forquilhinha imunizou 7,3% e Içara, 8,6%. No extremo sul, Sombrio está em 9,2% e Passo de Torres em 10,1%.

Com informações de Denis Luciano / NSC Total

Notícias Relacionadas

Amurel recomenda que municípios adotem nova quarentena por causa da Covid-19

Associação dos Municípios da Região de Laguna (Amurel) contempla 18 prefeituras. A situação da região é considerada gravíssima pelo governo de Santa Catarina em relação à doença.

Coronavírus em SC: Governador planeja retomada gradativa da atividade econômica e projeta 713 novos leitos de UTI

O objetivo é adequar as medidas de isolamento à necessidade dos catarinenses com segurança.

Em três meses, PGE atuou em cerca de 270 ações judiciais e emitiu 36 pareceres jurídicos sobre Covid-19

A Procuradoria-Geral do Estado (PGE) atuou de forma judicial e administrativa para dar suporte às decisões do Poder Executivo e garantir o cumprimento das determinações para conter o avanço do novo coronavírus no Estado.

STF autoriza SC a utilizar recursos do pagamento da dívida com a União no enfrentamento da Covid-19

O pedido foi protocolado pela Procuradoria-Geral do Estado de Santa Catarina (PGE) para garantir que a União deixe de aplicar qualquer tipo de penalidade ao estado em razão da suspensão dos pagamentos.