Geral

Fluxo de pessoas em pontos turísticos preocupa autoridades

Em Araranguá, medidas restritivas já estão em vigor. Em Bom Jardim da Serra, reunião com o Estado irá tratar da situação.

Divulgação

Um decreto assinado pelo prefeito de Araranguá, Mariano Mazzuco Neto (e que já está em vigor desde o fim de semana) estabelece restrições de visitação ao farol do Morro dos Conventos e à rampa de parapente. A medida visa evitar a aglomeração de pessoas nos locais.

O Comitê Municipal de Prevenção e Enfrentamento do Covid-19 de Araranguá promoveu uma reunião com o objetivo de definir estratégias para coibir festas que algumas pessoas promovem na rampa de parapente, no Morro dos Conventos.

O comitê fora informado que, naquele local, as pessoas além de ingerirem bebidas alcoólicas, ouvem músicas: tanto de som automotivo, quanto em caixas de som portáteis em alto volume. “Além de descumprirem as normas do distanciamento social, há o risco eminente de uma queda no paredão. Semana passada caiu uma moça de lá e ficou presa em uma árvore”, destaca o Mazzuco Neto.

Outro ponto abordado na reunião foi o grande número de turistas que visitam o farol do Morro dos Conventos durante o dia. Visando garantir o cumprimento do distanciamento social, um decreto proíbe a presença de pessoas durante à noite nestes espaços durante a pandemia do coronavírus. “O objetivo é disciplinar, porque muitos encontros acontecem lá à noite. Isso visa diminuir a exposição ao vírus. A partir da noite é proibido e de dia é de permanência de, no máximo, 30 minutos. A fiscalização da Polícia Militar e Polícia Civil está ocorrendo”, destaca o prefeito de Araranguá.

Segundo o delegado Diego de Haro, a população não pode confundir a flexibilização do isolamento social com relaxamento do mesmo. “Infelizmente recebemos denúncias de aglomerações, festas em bares, lojas de conveniências e em pontos turísticos, sendo uma afronta às autoridades públicas”, destacou.

O comandante do 19º BPM, tenente coronel Ronaldo da Silva Cruz, salientou que a regra do isolamento social é a mesma, ou seja, de permanecer em casa. “Não é o momento de fazer festa e deixar de manter o distanciamento social, principalmente em pontos turísticos”, explicou.

De acordo com o prefeito de Araranguá, o distanciamento social precisa ser respeitado e as aglomerações continuam proibidas, não só em Araranguá, como em todo o Estado. “Como houve uso de forma não adequada por parte de alguns, infelizmente, a partir de agora haverá horário para visitação, que será das 7h às 19h. Fica proibida a permanência fora do horário regulamentado”, finaliza Mazzuco Neto.

Bom Jardim da Serra

No município de Bom Jardim da Serra, o Governo Municipal também está preocupado com o fluxo de turistas que causa aglomerações. De acordo com a secretária de Turismo de Bom Jardim da Serra, Maria Lúcia Vieira Machado, uma reunião entre o Poder Executivo Municipal e o Governo do Estado acontecerá nos próximos dias para que se discutam quais medidas serão adotadas contra a formação de aglomerações. “Existe preocupação porque estamos preservando a saúde de todos. O mirante da Serra do Rio do Rastro, a cascata da barrinha são os principais pontos frequentados pelos turistas, com maior concentração”, ressalta Maria Lúcia.

De acordo com a secretária de Turismo, é necessário dialogar com o Estado em razão de os pontos serem de abrangência do governo estadual. Ela conta que as churrascarias do município estão respeitando os regramentos necessários. “O Poder Público está apoiando os estabelecimentos na recomendação das medidas que devem tomar e utilização do ambiente com 50% da capacidade”, pontua Maria Lúcia. No fim de semana o fluxo de pessoas aumentou no município.

Balneário Rincão

Em Balneário Rincão, desde o início da pandemia e das medidas restritivas impostas pelo Governo do Estado, o Poder Executivo já conta com um decreto com restrições de acesso à orla marítima e ao calçadão, no intuito de coibir aglomerações. De acordo com o secretário interino de Administração de Balneário Rincão, Gabriel Schonfelder de Souza, existem até barreiras no calçadão para coibir a movimentação e o alto fluxo de pessoas no local. “No calçadão tem até barreiras e as passarelas estão fechadas. Na orla também não é permitida a circulação. Se tiver aglomeração e houver denúncia, a Policia Militar vai tomar atitude. Somente para a pescaria está permitido. Pois os pescadores obtêm seus rendimentos nessa época”, conclui De Souza. Apenas os veículos dos pescadores estão permitidos de transitarem na orla marítima.

Com informações do site TNSul

Notícias Relacionadas

Colisão frontal entre veículos deixa duas pessoas feridas em Gravatal

O acidente ocorreu por volta das 18h deste domingo (22)

Três pessoas são presas em Tubarão ao pedir doações para entidade que não existe

Os suspeitos foram presos por estelionato na tarde desta segunda-feira (23)

Projeto “Vem Comigo” concede desconto em mensalidade ao indicar pessoas para ingressar no Unibave

As inscrições para participar do projeto “Vem Comigo” devem ser realizadas até o dia 11 de agosto

Pesquisa indica que 87% das pessoas acham conta de luz cara no país

O objetivo da pesquisa foi saber a opinião dos cidadãos sobre a possibilidade de escolher seu fornecedor e até mesmo de produzir sua própria energia.