Saúde

Içara abrigará Casa para terapias e atividades de contraturno para autistas

Associação, formadas por mães e membros da sociedade civil, está se organizando há cerca de um ano e se apresentou hoje na Câmara de Vereadores do Município.

Divulgação

A primeira instituição voltada para apoio aos autistas e seus familiares já é realidade em Içara. Membros da Associação Beneficente de Apoio aos Autistas (ABAA) se apresentaram na noite de ontem, segunda-feira, dia 14, na Câmara de Vereadores, para relatar os planos e ações que serão lançados nos próximos meses para auxiliar crianças e adolescentes portadores de autismo.

A presidente da Associação Sandremara Costa, destacou como surgiu a ideia de se organizarem enquanto instituição. “Agradecemos a oportunidade de apresentar nossa associação. Há mais de um ano nos organizamos, por meio de mães, que buscam tratamentos e sabem das dificuldades. Queremos chamar atenção dos órgãos públicos. Registramos nossa instituição, e começamos a procurar prefeituras. Nosso projeto tem o intuito de ofertar em um único lugar que a criança autista tenha tratamento com fonoaudiólogos, psicólogos, terapeuta ocupacional, e não temos dinheiro para isso, o único Município que nos acolheu foi Içara”, relatou.

Segundo a presidente, inicialmente serão atendidas 80 famílias pela Associação. “Queremos também dar suporte para os pais, pois não adianta os pais não darem continuidade ao tratamento em casa. Na escola, por exemplo, todos os anos os professores são trocados e muitos não tem preparo. Queremos também capacitar os professores através de profissionais adequados”, acrescentou.

A terapia Aba, que alguns autistas precisam, gira em torno de R$ 90,00 reais por sessão. Ela consiste na análise do comportamento, e é uma abordagem da psicologia utilizada para a compreensão do comportamento e vem sendo amplamente utilizada no atendimento a autistas, com ótimos resultados. “Com as terapias o autista severo ou grave pode se tornar moderado/leve, e nós como mães buscamos isso”, colocou Sandremara.

“Estamos aqui para que olhem com mais carinho para nós autistas”, disse o pequeno Filipe Pacheco de Jesus, de 9 anos, que possui autismo médio.

A presidente do Departamento de Fomento a Atividades Inclusivas (FAI) Ceneli Freitas Gastaldon é a madrinha do projeto e vem prestando auxilio, voluntariamente, na organização, bem como na busca de um espaço específico para acolher os autistas. “Pedi esse encontro para que o grupo pudesse se apresentar aos vereadores. Hoje elas apresentaram os objetivos e demandas da Associação, para que os vereadores também se tornem parceiros nessa luta”, explicou.

Casa do Autista

De acordo com Ceneli, desde março o grupo vem se organizando e formalizaram uma parceria com o Governo, para construir no Município a Casa do Autista. “Neste momento, estamos cuidando da parte burocrática e me breve divulgaremos os novos passos e como funcionará o espaço, bem como o endereço do local”, adiantou.

O objetivo da Casa é oferecer, de forma gratuita, terapias e atividades de contraturno para as crianças portadoras de autismo que frequentam a rede regular de ensino. “Somente na Rede Municipal temos 50 autistas nas nossas escolas. A ideia é fazer do local um espaço de apoio e cidadania para as famílias”, falou.

“De nossa parte todos os vereadores vão apoiar. Todos os projetos que de alguma forma ajudarem vocês, podem ter certeza que passarão com todos os votos”, garantiu o presidente do Legislativo Rodrigues Mendes.

“Quanto mais incentivo e apoio, mais autistas poderão ter tratamento e uma vida de melhor qualidade. Queremos que esse seja um direito adquirido para todos”, falou Bruna Vieira de Souza Patrício, moradora do jardim Elizabete, mãe de um menino de 3,5 anos, que teve o quadro de autismo severo evoluído para leve após as terapias.

Atualmente, a instituição tem 15 famílias cadastradas. No próximo dia 29/10, eles realizarão o primeiro evento para arrecadar fundos, um bingo, às 13h30 no Departamento de Fomento a Atividades Inclusivas (FAI), na Praça da Juventude em Içara.

Colaboração: Comunicação Prefeitura de Içara 

Notícias Relacionadas

Confraternização de Beach Tennis arrecada mais de 500kg de ração para abrigo de animais

O montante arrecadado é suficiente para alimentar os 77 cães por um mês.

Lei cria carteira de identificação para os pacientes autistas de Imbituba

O portador do documento terá direito a preferência no atendimento pessoal em instituições públicas do município de Imbituba, ao estacionamento destinado a deficientes físicos na cidade e a gratuidade no transporte municipal de passageiros.

Educadoras de Braço do Norte são afastadas de abrigo por maus tratos

Crianças e adolescentes abrigadas por terem sido vítimas de abandono ou violência familiar tinham seus direitos novamente violados pela equipe que deveria tratá-las com carinho, zelo e cuidado.

Comarca de Tubarão registra o melhor índice de adoção dos últimos sete anos

Foram adotadas 12 crianças e adolescentes - algumas pertencentes a grupos de irmãos - por sete famílias ao longo de 2018.