Segurança

Mãe e bebê de 3 meses são achados mortos dentro de apartamento em SC

Corpos foram encontrados pela polícia na manhã desta segunda-feira em Blumenau

Foto: Franciele Cardoso

Uma mãe de 23 anos e um bebê de apenas três meses foram encontrados mortos na manhã desta segunda-feira (25) em Blumenau, no Vale do Itajaí, dentro de um apartamento localizado na Rua dos Caçadores, bairro da Velha. Os dois foram brutalmente assassinados a facadas.

Informações preliminares apontam que o crime aconteceu no quarto andar do primeiro bloco de um condomínio localizado na rua dos Caçadores, no bairro da Velha.

A mãe e o bebê foram encontrados pela polícia já sem vida. O principal suspeito pelo crime seria o companheiro da vítima e pai da criança. A Polícia Científica está trabalhando neste momento no local.

O delegado responsável pelo caso Ronnie Esteves, confirmou ser o marido e pai da criança o principal suspeito. Ainda assim, reforça que a investigação irá investigar para confirmar.

“A autoria a gente trabalha para confirmar. O inquérito vai trabalhar nessa linha de investigação, mas antecipar qualquer coisa ainda é muito prematuro”, disse.

Vítimas foram degoladas

Segundo o delegado, a família morava no apartamento. Além do bebê de três meses, teriam outro filho de dois anos que está desaparecido. A mãe, de 23 anos, foi encontrada morta pela polícia no chão da residência. O bebê estava em cima da cama. Os dois foram degolados.

Ainda segundo o delegado, o pai teria antecedentes criminais. “A gente tá levantando e parece que há investigações em outras delegacias contra ele”, conta.

Com informações do ND+

Notícias Relacionadas

2ª edição do Salão do Imóvel de Criciúma já tem data marcada, em Criciúma

Evento será realizado de 25 a 27 de maio e terá ainda mais facilidades nas condições de financiamento.

Duas mulheres e um homem são mortos a tiros dentro de casa em Tubarão

Crime ocorreu por volta das 23h30 desta quinta-feira (31) no Bairro São Campreste

Denúncia de bullying será investigada em Tubarão

Uma das acusações é que um professor e outra aluna do colégio passaram tinta e cola no cabelo da criança.

Agente temporário ajuda a salvar bebê de quatro meses que estava engasgado em Braço do Norte

O agente temporário orientou a mãe pelo telefone a fazer os primeiros socorros