Poder Executivo

Pedro Barp assume pela décima vez o comando do Poder Executivo de Lauro Müller

Já é considerado o vice-prefeito que mais assumiu o comando do município.

Divulgação

Considerado o vice-prefeito que mais assumiu o comando do Executivo da história de Lauro Müller, Pedro Barp Rodrigues, pela décima vez, assumiu nessa quinta-feira (3) o comando do Governo Municipal. O prefeito Valdir Fontanella está afastado do comando do executivo pelos próximos dias, período em que está fora do município para tratar de assuntos particulares.

A transmissão de cargo aconteceu pela manhã dessa quinta. Pedro Barp demonstrou mais uma vez sua felicidade ao assumir a função. “Quero agradecer a confiança do prefeito, pois pra mim é muito gratificante ocupar este importante cargo. A gente acompanha a administração todos os dias e isso facilita muito, pois sabemos de fato o que está acontecendo pelo município. Além disso, temos bons secretários, comprometidos com o futuro do município que juntos fazem um excelente trabalho”, registrou o prefeito em exercício.

Colaboração: Comunicação Prefeitura de Lauro Müller 

Notícias Relacionadas

Governo Municipal divulga calendário para cadastramento relativo ao saque do FGTS dos atingidos pelas chuvas de maio

O atendimento será realizado a partir da próxima terça-feira (22), seguindo até sábado (26), no Centro de Múltiplo Uso, na rua Humberto Salvan, no bairro Esperança.

Ex-secretário de Administração de Orleans e empresa tem bens bloqueados

Segundo o Ministério Público, Eduardo Bertoncini era responsável pela pasta na gestão do ex-prefeito Marco Antônio Bertoncini Cascaes

Prefeitura realiza doação de terrenos para empresas e fomenta geração de empregos em Criciúma

Localizadas no Loteamento Industrial Vila Natureza, áreas foram destinadas para duas empresas. Objetivo é a geração de empregos e renda às famílias

Tribunal de Justiça autoriza prefeitura a retomar obras da passarela em frente à Unisul, em Tubarão

Iniciada em fevereiro, a construção da passarela precisou ser interrompida por alguns dias ainda no primeiro semestre por conta da ação judicial de uma empresa inabilitada no processo de licitação.