Geral

Preço da gasolina pode cair no final do ano e aquecer turismo em SC, diz sindicato

Segundo especialista, a média de preço para os meses de janeiro e fevereiro pode ser determinada pelo valor que encerrar o ano

Divulgação

O maior preço médio da gasolina em Santa Catarina é de Palhoça, na Grande Florianópolis, de R$ 6,79 pelo litro do combustível. Os números foram divulgados na pesquisa semanal da Agência Nacional do Petróleo (ANP). A proximidade com os R$ 7 preocupa usuários, mas de acordo com projeção do sindicato da categoria, durante o período de festas de fim de ano o preço pode se estabilizar e até reduzir no Brasil.

O vice-presidente do Sindicato de Postos de Gasolina da Grande Florianópolis, Joel Fernandes, explica que a redução do preço do combustível no Brasil está a cargo da Petrobras e do Governo Federal.

Segundo o sindicalista, a Secretaria de Infraestrutura e Meio Ambiente (SIMA) decidiu recentemente utilizar as reservas técnicas de petróleo e não comprar fora. Essa decisão fez o valor do barril de petróleo, que custava 85 dólares, ter uma queda para 67,44 dólares na quinta-feira (2).

— Quando você para de comprar o preço baixa. Agora, seria o momento certo para baixar o preço. Então, nesse momento nós deveríamos ter uma redução de preço, mas essa decisão depende da Petrobras, onde o maior acionista é o governo federal — fala Joel.

Já de acordo com Ivoneti Ramos, economista e professora de economia e finanças da Udesc, com o aumento natural de fluxo durante do final de ano, a reserva técnica utilizada pela SIMA pode não ser suficiente, o que pode causar um aumento do preço da gasolina se não houver equilíbrio.

— Pode ser que a reserva técnica apenas não atenda tudo o que ainda vai crescer de demanda, em função de fim de ano e férias. Então, é precisa estar atento a esse equilíbrio entre usar a reserva técnica e comprar o que for preciso do exterior — pontua a especialista.

Turismo em SC ganharia com redução dos preços de combustível

Para Joel Fernandes o preço do dólar e do euro pode incentivar as pessoas a ficarem no Brasil durante o verão e as festas de fim de ano. Como o valor da gasolina em Santa Catarina está barato em comparação com outros estados, mais turistas podem ser atraídos para o Estado nesse período.

— O turismo vai ficar 90% dentro do Brasil, e não vai ser o preço da gasolina que vai inviabilizar o turismo. A gasolina em Santa Catarina é uma das mais baratas do país, então, se depender disso, nós vamos ter mais turistas aqui — afirma o sindicalista.

De acordo com Ivoneti Ramos o cenário atual da economia pode dar brecha para que a gasolina reduza ou aumente o preço no início de 2022. Segundo ela, a média de preço para os meses de janeiro e fevereiro pode ser determinada pelo valor que encerrar o ano.

— Nos meses de janeiro e fevereiro, o país tem período de férias e com o avanço da vacinação, muitas pessoas planejam viajar internamente. Isso poderá ocasionar pressão sobre o preço, ou compensar a possibilidade de redução e o preço acabar mantendo o patamar que fechar ao fim do ano — explica a economista.

Com informações do NSCTotal

Notícias Relacionadas

Gasolina chega a 80% dos postos de SC após fim dos bloqueios, diz sindicato

Estabelecimentos chegaram a ficar sem gasolina durante os protestos de caminhoneiros

Litro da gasolina deve ficar 10 centavos mais caro em SC após novo reajuste, diz sindicato

Segundo o levantamento semanal da Agência Nacional do Petróleo, os maiores preços médios do combustível de Santa Catarina estão na Grande Florianópolis

Secretaria de Saúde de Criciúma realiza ação para relembrar um ano de vacinação e início da aplicação em crianças

Há um ano, a primeira dose da vacina contra Covid-19 era aplicada em Criciúma

Criciúma é a única cidade da Amrec a conquistar medalhas de ouro na Obmep

Ao todo, 100 alunos das escolas municipais são premiados com medalhas e menções honrosas, além de quatro professores que também foram destaques