Geral

Convênio com Município de Orleans proporciona bolsas de estudos para acadêmicos do Unibave

No ato da assinatura, a comitiva fez prestação de contas da viagem a Itália.

Divulgação

A prefeitura de Orleans vai conceder bolsas de estudos junto com o Centro Universitário Barriga Verde (UNIBAVE) na ordem de R$220mil. O convênio visa atender bolsas de estudos para pessoas com deficiência e pessoas em situação de vulnerabilidade social. A iniciativa beneficiará aqueles que desejam estudar em um dos cursos superiores ofertados pelo Unibave, que estejam matriculados no 1º e 2º semestre de 2022, e que não usufruam de outras formas de bolsas em que a renda per capita familiar não ultrapasse dois salários-mínimos. Os critérios seguidos são os mesmos utilizados pelo Uniedu.

A assinatura do convênio foi no final da última semana. O prefeito de Orleans, Jorge Koch, avalia como um grande passo para o avanço do ensino superior para Orleans. “Sem dúvida alguma, a administração municipal tem como objetivo melhorar cada vez mais a educação e dar acesso aqueles que pretendam ter um curso superior”, diz.

Para o reitor Guilherme Valente de Souza o programa é uma ferramenta essencial para democratização do acesso ao ensino superior. “A iniciativa colabora para diversos jovens possam ter acesso ao ensino superior e por meio da educação transformar suas vidas”, destacou Guilherme.

Viagem à Itália

No mesmo ato de assinatura, parte da comitiva de Orleans, que esteve em missão oficial à Itália durante o mês de abril, aproveitou o momento e fez um relato da prestação de contas da viagem. Ao todo, foram 12 dias, passando por mais de 20 cidades, com dois pactos de amizade já firmados, e mais duas cartas de intenção, que devem ser concretizadas em agosto, no aniversário do município, e outra para o mês de janeiro 2023.

A origem da viagem foi o convênio entre o Centro Universitário Barriga Verde (Unibave), por meio do Museu ao Ar Livre Princesa Isabel (Malpi), com o Museo Nazionale dell’Emigrazione Italiana (MEI), de Genova. O convênio foi reafirmado e ainda se estabeleceu um novo com o Centro de Estudo da Grande Imigração de Carmingnano di Brenta, província de Pádua.

Os ganhos para o comércio e a indústria do município também já devem gerar frutos, ainda no decorrer deste ano. Conforme o presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) de Orleans, Marcelo Dalazen, na semana passada, já em solo Brasileiro, ele recebeu uma primeira ligação da Itália, nas tratativas para enviar produtos para o país, possivelmente em um container, seguindo os padrões da União Europeia.

O município de Orleans assinou pactos de amizade com as cidades de Castelfranco e Carmignano di Brenta, e mais cartas de intenções para futuros pactos com Valdobiadine, Farra di Soligo e Dosson do Caser, o que deve ser oficializado em agosto, no aniversário do município de Orleans, quando os representantes dos três municípios italianos e demais empresários devem vir a Orleans, sendo um dos objetivos da vinda selar o pacto.

A comitiva oficial, que foi à Itália, foi composta pelo prefeito de Orleans, pelo reitor do Unibave, pelo presidente da CDL de Orleans e, ainda, pelo Museólogo do Museu Princesa Isabel, Idemar Guizzo; o produtor do filme Azambuja, Sandro Pagnan e a Presidente Associazione Internazionale Trevisani nel Mondo de Tubarão, Fabiola Cechinel.

Avaliações

O reitor do Unibave, Guilherme Valente de Souza, lembrou que a recepção da delegação foi sempre muito positiva por parte dos prefeitos italianos. “Foi muito bem visto e elogiado principalmente pela participação da prefeitura, junto à universidade e ao comércio, alinhando assim as forças dos municípios de Orleans. Saímos satisfeitos da viagem e com a certeza que ainda renderá muito frutos para o Unibave, o município e para o comércio”, comentou Guilherme.

Há possibilidade de convênios para certificadora de proficiência da língua italiana, possibilidade de estágio dos alunos da Medicina Veterinária em leiterias, indústrias agrícolas e salumerias, assim como estágios para alunos do Curso de Agronomia em produtora de frutas de hortaliças e de intercâmbio para alunos do colégio Unibave, assim como o convênio com escolas, institutos e com a Universidade de Veneza.

Sobre os convênios assinados do Museu ao Ar Livre Princesa Isabel (Malpi), uma das mantidas pelo Unibave, o museólogo Idemar Ghizzo afirma que dará visibilidade internacional. “Abrindo caminhos para a difusão do acervo documental histórico sobre a imigração não só de Orleans, mas de todo o sul catarinense”, comentou.

Idemar ainda salientou que o convênio é uma demonstração de interesse em desenvolver as parcerias e intercâmbios de informações na área educacional, cultural e do turismo de raízes. A comitiva ainda esteve com os senadores italianos Antonio De Poli e Fábio Porta, no Ministério da Cultura Italiano, no senado e na embaixada brasileira em Roma.

Notícias Relacionadas

Município e HNSC celebram convênio de R$ 1,8 milhão para custeio de atendimentos na emergência

Os recursos serão destinados ao setor de emergência da instituição.

Cocal do Sul assina convênio com Unibave para castração de 30 animais de rua por mês

O objetivo é controlar o crescimento populacional de cães e gatos

Unibave receberá mais de R$ 1 milhão do Governo de Santa Catarina para concessão de bolsas

Os recursos de bolsas do UNIEDU são assegurados pelo Governo do Estado de Santa Catarina e favorecem a inclusão de jovens no ensino superior com dificuldades de realizar os seus estudos.

Prefeitura de Braço do Norte e Unisul/Weber renovam parceria

O convênio dá direito a descontos para funcionários, dependentes e cônjuges de funcionários e estagiários do Governo Municipal.