Saúde

Dengue nunca vista antes em Santa Catarina chega ao Estado e traz alerta de epidemia

Moradora de Itajaí foi diagnosticada com dengue tipo 3, em circulação no Brasil desde maio; subtipo é inédito em SC.

Foto: Freepik / Reprodução

O registro de uma dengue inédita em Santa Catarina em paciente de Itajaí colocou as autoridades sanitárias em alerta. Pela primeira vez, o estado tem um paciente com o tipo 3 da doença, que pode ser especialmente grave para quem já foi infectado.

O caso em específico é importado, ou seja, a infecção não foi em terras catarinenses, e sim em Punta Cana, na República Dominicana. No entanto, a DIVE (Diretoria de Vigilância Epidemiológica) alerta para uma epidemia considerando fatores climáticos.

Tanto as chuvas dos últimos meses quanto a chegada do verão são potencializadores de propagação da doença, pois o Aedes Aegypti coloca seus ovos na água parada. Como a última estação do ano tem muitas precipitações fortes e rápidas, é um cenário favorável ao mosquito.

O tipo 3, classificado como DEN3, foi detectado em maio no Brasil, sendo a primeira vez em 15 anos que apareceu no País. Desde então, as autoridades monitoram esse subtipo. Caso uma pessoa que já teve dengue anteriormente se infecte com o DEN3, ela corre alto risco de desenvolver dengue grave. Existe ainda um quarto tipo, o DEN4, mas esse não está em circulação.

Santa Catarina está atualmente, com mais de 118 mil casos da doença, segundo a DIVE, com 98 óbitos até o momento. A diretoria chamou ainda atenção para a circulação da chikungunya, que tem 16 registros de transmissão no Estado em 2023.

Com informações do site ND+

Se mantenha informado em tempo real! Clique aqui e siga o Sul in Foco no Instagram. Informações e notícias sobre a região na palma da sua mão!

Notícias Relacionadas

Dive confirma 2º caso de macaco morto por febre amarela em SC

Animal foi achado no distrito de Pirabeiraba, em Joinville. Moradores da região foram vacinados. Macacos na região de Cocal do Sul e Urussanga também foram encontrados mortos.

Porto de Imbituba intensifica ações de prevenção à dengue, zika e chikungunya

Devido à vigilância contínua, a Autoridade Portuária não registra focos do mosquito desde 2015.

Dengue, zika e chikugunya: Santa Catarina tem regiões com alto risco de transmissão

O objetivo do levantamento é identificar o tipo e a quantidade de depósitos que possam ser criadouros do mosquito nos imóveis visitados.

Imbituba encontra 11° foco de mosquito da dengue e mantém “estado de atenção”

Basta mais um foco para que a cidade entre na lista dos municípios infestados em Santa Catarina.