Geral

Governador de SC descarta baixar o ICMS sobre o combustível

Foto: Betina Humeres / Diário Catarinense

O governador de Santa Catarina, Eduardo Pinho Moreira, informou, na manhã desta sexta-feira (25), em entrevista à CBN Diário, que o Estado não pode baixar o índice do Imposto sobre Circulação de Mercadoria e Serviços – ICMS do óleo diesel.

Na quinta-feira, o presidente da Petrobras havia dito que os estados também tinham responsabilidade pela greve dos caminhoneiros por causa do ICMS. Segundo Moreira, Santa Catarina possui um dos menores índices do imposto, que é de 12%, e afirma que não há margem para que o Estado abra mão desta receita.

“65% dos impostos do Brasil ficam em Brasília, não é certo que os estados e municípios paguem esta conta, que é do Governo Federal. Eles que precisam encontrar um caminho para a solução. Já fizemos essa parte, esperamos que o governo faça a dele”, disse o Moreira.

O governador também acredita que há interesses patronais e empresariais por trás da greve, que chega ao seu quinto dia nesta sexta-feira e afeta diversos setores de transporte coletivo, saúde, educação, agroindústria e alimentação. “Há algo no ar que não é apenas avião. Esta greve está diferente. Há indiscutivelmente interesse de empresas estimulando, inclusive pagando salário para que motoristas fiquem nas rodovias. Não são autônomos que estão parados. São empregados”, afirmou.

Moreira acrescentou que o serviço de inteligência do governo está identificando os líderes do movimento para chamá-los para conversar. “Há um movimento estranho. Ninguém negocia. Há dúvidas sobre tudo isso. Os serviços de inteligência estão investigando”.

Serviços de saúde e segurança

O governador defende que o Estado está fazendo a sua parte para garantir segurança e serviços básicos neste período. Ele relata que as forças de segurança foram colocadas à disposição para levar um comboio à Videira, no Meio-Oeste, na noite passada, mas foram dispensadas.

O Centro Integrado de Gerenciamento de Desastres está mobilizado para garantir serviços básicos, como buscar gás para hospitais e tratamento de água.

Com informações do site Diário Catarinense

Notícias Relacionadas

Petroleiros deflagram greve de 72 horas a partir de quarta-feira

Abastecimento chega ao limite em Imbituba

Postos de combustíveis e supermercados devem liquidar seus estoques até a próxima terça-feira (29).

Governo de SC decide manter agrotóxicos isentos de ICMS até 31 de dezembro

Após essa data, passa a valer tributação relativa ao grau de toxidade, ou seja, produtos com mais tóxicos pagam mais. Governador se reuniu na tarde desta quinta-feira (22) com representantes do setor agrícola.

Combustível exclusivo para a saúde e viaturas policiais chega a Morro da Fumaça

O Governo Municipal reforça que trabalha para garantir a manutenção dos serviços públicos essenciais e emergenciais.