Segurança

Homem se diz “sobrinho de promotor”, desacata policiais e vai preso em Braço do Norte

Acusado estaria entre os torcedores que se envolveram em uma briga durante a partida da final do Campeonato Municipal de Futebol que aconteceu no bairro Santa Augusta, entre os times do América e Botafogo.

Foto: Reprodução

Um homem, se intitulando como sobrinho de um promotor de justiça, foi preso no fim da tarde de sábado (04), pelo crime de desacato em Braço do Norte. O acusado estaria entre os torcedores que se envolveram em uma briga durante a partida final do Campeonato Municipal de Futebol que aconteceu no bairro Santa Augusta, entre os times do América e Botafogo.

Segundo a Polícia Militar, o acusado teria ofendido os militares com palavras de baixo calão durante logo após a confusão ter sido controlada. Ao ser questionado o motivo das ofensas, o homem teria afirmado ser sobrinho de um promotor.

Para preservar a segurança dos policiais e das pessoas no local, o homem não recebeu voz de prisão. Porém, logo após ele teria procurado a guarnição da PM e questionado quem seriam os policiais que atuavam na partida de futebol. Neste momento, ainda em situação de flagrante, ele foi preso por desacato e lavrado um Termo Circunstanciado.

Assim, ele foi notificado, liberado e deverá também comparecer em juízo para esclarecimentos sobre o fato.

Notícias Relacionadas

Amurel recomenda que municípios adotem nova quarentena por causa da Covid-19

Associação dos Municípios da Região de Laguna (Amurel) contempla 18 prefeituras. A situação da região é considerada gravíssima pelo governo de Santa Catarina em relação à doença.

Clínicas e laboratórios particulares de Braço do Norte terão que informar a Prefeitura sobre exames para Covid-19 realizados

O Decreto 026/2020, assinado pelo prefeito, Beto Kuerten Marcelino, na noite deste domingo (12), visa garantir a transparência sobre os dados da doença no Município.

Idoso capota carro sobre a Ponte Anita Garibaldi, em Laguna

Motorista de aproximadamente 80 anos estava sozinho quando perdeu o controle do veículo com placas de Braço do Norte.

Interessados em oferecer serviços de transportes com plataformas digitais têm 30 dias para se regularizar em Braço do Norte

Após 30 dias, aqueles que estiverem exercendo o transporte remunerado de passageiros e não estiverem regularizados estarão sujeitos às medidas estabelecidas na Lei Complementar 487/2019.