Tecnologia

Inclusão Digital aproxima idosos e as novas tecnologias

Atualmente, o projeto conta com a participação de 20 idosos que comparecem a aulas semanais sobre a utilização da internet, redes sociais, e-mail, computador e celular.

Divulgação/Unisul

Para os jovens de hoje, nativos digitais, lidar com a tecnologia e a internet são tarefas simples do dia a dia. Já para Maria Terezinha Rosa Costa, de 64 anos, a história é um pouco diferente. Ela viveu a época da transformação no qual os computadores começaram a fazer parte da rotina de trabalho. No entanto, o medo sempre a impediu de aprender a utilizar essa ferramenta. Agora, ela tem participado, junto com outros colegas, do projeto Inclusão Digital da Unisul, onde recebe aulas e, principalmente, incentivo para aprender a utilizar a internet.

Maria Terezinha está há dois meses no projeto e destaca os conhecimentos adquiridos nas aulas. “Eu trabalhei por muito tempo em um restaurante antes de me aposentar e quem mexia nos computadores eram as secretárias. Eu tinha muito medo das teclas e de errar e acabar estragando algum trabalho que tinha ali. Já aqui eles ensinam que não precisa ter medo e agora já estou bem mais desenvolvida. Quero continuar participando das aulas e aprender cada vez mais”, comemora.

Atualmente, o projeto conta com a participação de 20 idosos que comparecem a aulas semanais sobre a utilização da internet, redes sociais, e-mail, computador e celular. A coordenadora do projeto, a professora Silvana Dal Bó, explica que além de ensinar o objetivo é valorizar a interação entre as pessoas que estão buscando aprender mais. “Nós ensinamos a utilizar a tecnologia e também buscamos destacar os benefícios que ela traz aos idosos. Seja na questão da memória, na conversão com parente e a amigos distantes ou até através de lazer com a utilização de jogos e das redes sociais” afirma.

Integração com acadêmicos

O Projeto de Inclusão Digital é realizado pelo curso de Ciências da Computação da Unisul em parceria com a Prefeitura Municipal de Tubarão e o Programa A Escolha Certa. As atividades integram bolsista do Prodel (Programa de Desenvolvimento Local) e acadêmicos de diversos cursos da Universidade em oficinas especializadas por temas. Os estudantes, que atuam como voluntários, trabalham eixos que condizem aos conhecimentos que possuem. A aula desta semana abordou como funciona o Instagram.

Eduardo Anselmo Costa, acadêmico de Engenharia Civil, participou desta oficina e auxiliou na explicação. “Os idosos vêm participar do projeto buscando serem acolhidos. E nós aprendemos junto com eles a medida que também ensinamos. É uma troca de experiências muito rica e válida”, descreve.

Como ajudar ou participar?

Caso conheça algum idoso que queira aprender mais sobre as novas tecnologias, indique ele para participar do projeto Inclusão Digital, entrando em contato por meio do telefone (48) 99947-3800. A inciativa oportuniza que estudantes, professores e voluntários façam parte do programa e trabalhem em um compartilhar de conhecimentos nos ambientes de aprendizagem da Unisul. Os cursos envolvidos diretamente são: Ciências da Computação, Engenharia Civil, Engenharia Química, Química e Matemática, sendo que indiretamente todos podem participar.

Notícias Relacionadas

Centro de Convivência: Siderópolis terá novo espaço para receber crianças, jovens, adultos e idosos

O local receberá grupos que integram o serviço de convivência, que totalizam 326 pessoas, entre crianças, jovens, adultos e idosos.

Aberta ao público externo, Feira da Empregabilidade Satc aproxima empresas de futuros colaboradores

Mais de 20 empresas da região estarão presentes para dois dias de conversas com candidatos a novos empregos

Lei aprovada em Imbituba irá oficializar o programa que beneficia idosos

O Diretor Municipal de Esportes de Imbituba, Norton Evaldt, defendeu, nos últimos dias, na Comissão de Constituição e Justiça da Câmara de Vereadores, o Projeto de Lei que torna oficial o programa “Comunidade Ativa”.

Com Inclusão Digital, idosos de Lauro Müller estão aprendendo a ler e escrever

Curso de informática no distrito de Guatá traz informação para alunos da terceira idade e, com prática em sala de aula, muitos deles estão sendo alfabetizados.