Segurança

Polícia Federal deflagra operação contra fraudes em depósitos judiciais trabalhistas no Sul

Mandados de prisão e busca e apreensão acontecem inicialmente em Cocal do Sul, Urussanga e Criciúma.

Foto: Divulgação

A Polícia Federal deflagrou na manhã desta quinta-feira (09) uma operação contra fraudes em depósitos judiciais trabalhistas nas cidades de Criciúma, Cocal do Sul e Urussanga. Intitulada como Operação Perfídia, a ação conta com 38 policiais que cumprem um mandado de prisão preventiva e outros oito mandados de busca e apreensão nas duas cidades.

Conforme o levantamento parcial efetuado pelo Tribunal Regional do Trabalho da 12ª Região (Santa Catarina), o esquema teria sido operado durante os anos de 2010 a 2018 e desviado mais de R$ 10 milhões, com utilização de pessoas e empresas da organização criminosa para movimentar os recursos.

>>> Veja também: PF apura desvio de ao menos R$ 10 milhões na Justiça do Trabalho

Segundo a PF, houve ainda a determinação judicial de bloqueio de bens e valores dos investigados, além do afastamento cautelar do exercício do cargo público em relação a um dos investigados.

Os investigados poderão ser indiciados pela prática dos crimes de peculato e formação de organização criminosa, cujas penas máximas somadas podem chegar a 20 anos de prisão.

O nome da Operação Perfídia, faz referência ao ato de deslealdade cujos indícios indicam que teria sido praticado pelos servidores públicos investigados, que ocupavam cargos de confiança, mas teriam agido com dissimulação e traído a confiança neles depositada.

Notícias Relacionadas

Secretaria de Saúde de Criciúma reforça chamado de gestantes, puérperas e crianças para vacinação contra influenza

Agentes Comunitários de Saúde visitarão as residências para monitoramento e intensificação de informações por causa da baixa adesão à campanha nacional

Mais de 5,7 mil crianças comparecem na 1ª etapa da Campanha Nacional de Vacinação contra o Sarampo em Criciúma

Número superou a expectativa da Secretaria Municipal de Saúde. Segunda etapa inicia dia 18 de novembro, com foco em adultos de 20 a 29 anos

Rever: aplicativo que contribui para a coleta seletiva já tem grande demanda de usuários em Criciúma

Plataforma digital auxilia nas denúncias de irregularidades e solicitações para coletas

Polícia Civil apresenta dados positivos na repressão de roubos em Criciúma com prisões realizadas e criminosos identificados

Comparado com 2018, os dados indicam redução de roubos com uso de arma de fogo, roubos em residência e roubos com mais de três autores, com estabilização da quantidade de roubos gerais.